Certificado digital para MEI: saiba como funciona e por que obtê-lo

Por Equipe QuickBooks

3 min de leitura

Apesar da praticidade que os microempreendedores individuais encontram na maior parte da gestão do negócio, alguns procedimentos são um pouco mais complexos. E um dos que geram mais dúvidas é o certificado digital para MEI. Ele é necessário, vantajoso e fácil de fazer? Responderemos a essas e outras perguntas sobre o tema, e você vai ver que o assunto é mais simples do que parece. Vamos lá?

O que é o certificado digital?

O certificado digital é uma assinatura eletrônica que serve para validar e proteger documentos emitidos pela internet. É como a assinatura que você faz em um papel, mas, específica para o meio online. No caso do MEI, o certificado digital é usado na emissão de notas fiscais eletrônicas.

Leia também: Quais são os principais direitos e deveres do MEI

O MEI é obrigado a ter um certificado digital?

Na prática, o MEI só é obrigado a ter um certificado digital se ele emitir notas fiscais eletrônicas. E, embora a nota fiscal seja obrigatória para o microempreendedor que vende produtos ou serviços para outras empresas, a nota na versão eletrônica não é.

No entanto, fazer a emissão eletronicamente traz inúmeras vantagens e, por isso, cada vez mais microempreendedores escolhem essa maneira de formalizar as vendas. A praticidade para o envio do documento ao cliente, por exemplo, é o primeiro benefício. Você manda por e-mail para ele, que recebe na mesma hora – ou seja, nada de descolamento só para entregar um papel.

E por falar em papel, a nota fiscal eletrônica não utiliza espaço físico do seu escritório e nem da sua casa. Isso sem contar que, em sistemas inteligentes de emissão de NF, caso você preencha algum campo incorretamente é possível corrigir antes de emitir. Já na nota manual, qualquer erro anula o documento, já que precisa ser escrito à caneta e não deve ter rasuras.

Leia também: Como se organizar para não perder as datas dos impostos

Então, como fazer um certificado digital?

Seu certificado digital é emitido por uma Autoridade Identificadora autorizada pelo Instituto Nacional da Tecnologia de Identificação. Por sua vez, esse instituto é um órgão do governo e se relaciona também com a Receita Federal. O processo é o seguinte:

  • Primeiro, você deve escolher a Autoridade Identificadora para a emissão do certificado. Você pode selecionar uma delas nesta lista.
  • Agora, você deve fazer a solicitação do certificado digital no próprio site da Autoridade Identificadora que escolheu. Aqui, você também define o tipo do documento, que varia de acordo com o armazenamento da assinatura e validade. O tipo A1, por exemplo, vale por 12 meses e é gravado no seu computador. Já o tipo A3 vale por 3 anos e fica em um pen-drive, token ou cartão magnético, também chamado de cartão inteligente.
  • Por fim, você precisa validar o certificado na área de registro da própria Autoridade Identificadora. Esse processo é presencial e agendado com antecedência – ou seja, você deve ir até a instituição para validar e, então, começar a usar sua certificação.

Pronto! Com o certificado digital em mãos, você consegue emitir notas fiscais eletrônicas e pode aproveitar todas as vantagens de usar a internet para cumprir suas obrigações de MEI. Legal, não?

Como emitir notas fiscais eletrônicas com meu certificado digital?

Existem inúmeros sistemas e aplicativos na internet que servem para emitir nota fiscal eletrônica.  Alguns são mais difíceis de usar e outros são bastante práticos. A dica é escolher pelo programa ou site que permita um procedimento ágil e de confiança.

E neste momento, a nossa sugestão para que você emita notas eletrônicas com facilidade e completa segurança é o QuickBooks ZeroPaper. Em apenas alguns cliques, você configura a sua NFSe, cria, emite e a envia para a prefeitura e para os clientes. Ficou interessando? Então clique aqui e conheça um pouco mais a nossas ferramentas!

As informações podem estar resumidas e, portanto, incompletas. Este documento / informação não constitui, e não deve ser considerado um substituto para aconselhamento jurídico ou financeiro. Cada situação financeira é diferente e as informações oferecidas são gerais. Entre em contato com seus consultores financeiros ou legais para obter informações específicas sobre sua situação.

Artigos Relacionados

Certificado Digital: o que é e como funciona

O certificado digital é um documento eletrônico que cria uma chave pública…

Leia Mais

Carteira de Trabalho Digital: saiba o que muda e como solicitar o documento

O Ministérios do Trabalho, desde o começo de 2015, vem buscando modernizar…

Leia Mais

SPED Fiscal: entenda como ele pode ajudar na rotina do empreendedor

É comum encontrarmos empreendedores reclamando sobre a burocracia para se pagar impostos…

Leia Mais