Proposta comercial: veja como fazer uma

por Equipe QuickBooks

2 minutos de leitura

Uma boa proposta pode ser decisiva para a realização de um negócio. Mas efetuar uma boa proposta tem seus segredos e é importante que o empreendedor tenha conhecimento disso na hora de elaborá-la. Ela faz parte de um planejamento estratégico de marketing e precisa apresentar certas características para que seja eficiente. Confira a seguir como fazer uma proposta comercial eficiente.

Uma boa proposta comercial

A proposta comercial é muito mais do que simplesmente registrar em papel dados sobre o produto ou serviço, como especificações técnicas e condições comerciais, de fornecimento e de pagamento. Ela deve ser um documento persuasivo, destinado ao cliente, que passe credibilidade sobre o trabalho da empresa e mantenha potencial competitivo diante da concorrência. Uma proposta comercial bem elaborada poderá, inclusive, substituir o contrato em negociações menores, economizando tempo e dinheiro para ambas as partes.

LEIA TAMBÉM: Saiba como elaborar um orçamento eficaz

Opinião do cliente

Para vender produtos ou serviços, é preciso que haja alguém que compre, ou seja, um cliente. Por isso, é importante escutar sua opinião para fazer uma boa proposta.

Não adianta oferecer produtos ou serviços que não interessam ao cliente – nenhuma argumentação poderá convencê-lo a comprar algo que não precise, não deseja ou cuja importância ele desconheça.Assim, o poder de persuasão do vendedor deve estar condicionado às necessidades e conhecimentos do cliente.

Ofertas maiores

Se for possível ir além das expectativas do cliente, melhor ainda. Muitas pessoas não sabem tudo o que a empresa tem a oferecer e, por isso, é preciso deixar claro o que ela disponibiliza além do básico. Oferecer pacotes adicionais que sejam do interesse do cliente é uma forma de incrementar sua proposta, revelando a versatilidade do empreendedor.

LEIA TAMBÉM: Veja como elaborar uma projeção de vendas eficiente

Estilo rápido e direto

Propostas mais diretas e claras, que vão de encontro aos interesses do cliente, têm muito mais possibilidades de gerar bons resultados. Explicar demais, usar termos que ele não compreende, falar difícil, demonstrar muito conhecimento como uma forma de provar que sabe mais que o cliente nem sempre ajudam, pois tornam a transação cansativa e o cliente pode suspeitar das verdadeiras intenções do vendedor.

O importante é mostrar que entende e está disposto a satisfazer as necessidades do cliente, tirando suas dúvidas e oferecendo produtos ou serviços de qualidade.

LEIA TAMBÉM: Veja dicas para fazer um bom controle de vendas

Pagamento e prazos

É importante que os prazos e as formas de pagamento estejam bem claros na proposta, já que isso é do máximo interesse para ambas as partes. Estipule prazos de entrega e realização de serviços que sejam condizentes com as condições da empresa — atrasos na entrega ou demora podem denegrir a imagem da empresa. Também ofereça boas condições de pagamento e preços justos, que não explorem o clientes nem causem prejuízos ao empreendedor.

Chamada para a ação

Ao final da proposta, coloque uma Call to Action (Chamada para a Ação), estimulando o leitor da proposta a entrar em contato com a empresa. Inclua também telefone, e-mail, endereço físico e ofereça descontos e bônus.

Gostou deste artigo? Siga-nos no Facebook ou Twitter e veja mais conteúdo sobre marketing e finanças para pequenas empresas.

Artigos Relacionados