Veja dicas para criar um plano de negócios eficiente

Artigo escrito por Andrew Short

Para empresários na indústria do varejo, um plano de negócios deveria ser visto como um mapa para o futuro. Ele não apenas fornece uma visão clara das metas e objetivos da sua empresa, mas é uma ferramenta essencial para buscar recursos de potenciais investidores. Aqui está nosso guia para criar o plano perfeito para negócios de varejo.

1 - Defina seu negócio

Isso deve abranger uma perspectiva geral da sua empresa – o que, quem, onde e porquê. Para aqueles no varejo, a definição pode incluir a descrição, distribuição e vantagem competitiva de um produto. Fundamentalmente, isso é a sua conversa de elevador para potenciais investidores. Imagine que você está em um elevador com uma criança de 12 anos que nunca ouviu falar de você e não sabe nada sobre negócios, então faça isso de um jeito fácil de entender e livre de jargões da linguagem corporativa. Finalmente, deixe os potenciais investidores querendo ouvir mais ao incluir expectativas de crescimento ou cativando um público amplo.

LEIA TAMBÉM: 5 dicas para criar uma apresentação de negócios eficiente

2 - Estabeleça uma previsão financeira

Em geral, um negócio varejista deveria fazer uma projeção financeira de três anos, a qual explica a empresa em números. Estabeleça todos os custos e receita previstos para permitir que investidores entendam a situação financeira da empresa. Os produtos da linha Quickbooks podem gerar rapidamente as previsões de fluxo de caixa com estimativas de vendas e despesas. Essa ferramenta pode ter um papel importante ajudando a gerenciar fluxo de caixa. Varejistas precisam levar em consideração tendências do mercado, e prever possíveis fases ruins. Por exemplo, uma sorveteria precisa estimar quantos clientes visitarão a loja durante o verão versus os meses de inverno, e quais estratégias empregarão nos meses mais frios, como oferecer chocolate quente e outros produtos.

3 - Reconheça a necessidade do mercado

Para maximizar as vendas e fazer um lucro considerável, seu plano de negócios deve descrever seu consumidor alvo. Varejistas deveriam pintar um quadro preciso dessas perspectivas – cada fator relevante para seu produto – não apenas jogar termos demográficos como homem e 30 anos de idade. Por exemplo, uma loja de móveis para escritório poderia ter como alvo específico gerentes de escritórios na mesma região, para economizar nos custos de entrega. Com um público-alvo claramente definido, é muito mais fácil determinar onde e como vender seu negócio.

LEIA TAMBÉM: Veja 5 erros de planejamento empresarial que você deve evitar

4 - Identifique seus concorrentes

Em vez de ignorar seus concorrentes, inclua-os no seu plano de negócios, explicando as vantagens do seu negócio. Para aqueles que buscam uma injeção de capital, investidores em potencial ficarão satisfeitos em ver você identificar possíveis riscos. Por exemplo, um varejista rival pode ter um website mais acessível ou oferecer um mesmo produto por um preço mais baixo. Seu plano de negócios deve afirmar como você superará tais problemas. Uma vez que você identifique seu opositor, fique a par do que ele está fazendo para continuar na concorrência.

5 - Produtos e Serviços

Descreva em detalhes as linhas de produto presentes na maior parte da receita e uma discriminação dos custos do atacado, assim como os preços de varejo. Explique o que faz da sua empresa e seus produtos únicos e porquê você terá vantagens competitivas. Por exemplo, uma loja de roupas masculinas poderia se diferenciar de outras varejistas similares ao oferecer ternos, camisas e sapatos para homens muito grandes e altos.

LEIA TAMBÉM: Saiba como elaborar um orçamento eficaz

Finalmente, certifique-se de que seu plano de negócios seja compreensível, mas omita o suficiente para instigar o interesse de investidores. É também uma boa ideia atualizá-lo regularmente de acordo com o crescimento do negócio, e a saúde financeira da sua empresa.

Os produtos da linha QuickBooks podem ajudar a prever seu fluxo de caixa, assegurando que seu empreendimento prospere. Saiba mais em www.quickbooks.com.br.

Gostou do artigo? Siga-nos no Facebook ou Twitter e veja mais conteúdo sobre finanças para pequenas empresas.