5 dicas para elaborar uma projeção financeira sólida

por Equipe QuickBooks

4 minutos de leitura

Artigo escrito por Laura McCamy

Com frequência, os empreendedores enfrentam muitas dificuldades antes de conseguir construir uma empresa de sucesso. É exatamente por isso que o otimismo é uma característica positiva. Porém, quando se trata de fazer projeções financeiras, uma dose saudável de pessimismo vem a calhar. Previsões muito favoráveis podem levar você a tomar decisões que comprometam seu negócio.

Quer você faça projeções para o ano seguinte ou para vários anos no futuro, projeções financeiras sólidas e com base na realidade proporcionam um roteiro crucial para o crescimento de pequenas empresas. Confira a seguir algumas dicas que podem ajudar você a avaliar seu sucesso e a tomar decisões inteligentes nos seus negócios.

1 – Prepare-se para o pior cenário

Se por um lado seria ótimo que suas vendas este ano fossem altíssimas, é mais provável que seu crescimento siga uma curva mais lenta e previsível. Previsões de receita otimistas demais podem levar a armadilhas como comprar muito estoque desnecessariamente ou contrair uma dívida que sua empresa não conseguirá pagar facilmente.

LEIA TAMBÉM: 5 erros no fluxo de caixa que você deve evitar

Use sua projeção de fluxo de caixa (veja o item 2) para descobrir como superar o pior cenário possível e garantir a sobrevivência da sua empresa. Se você já está no mercado há algum tempo, observe os altos e baixos nos últimos anos e planeje um ano de crescimento realista. Você acredita que os custos da mão de obra ou do fornecimento subirão? E se você perder seu melhor cliente e não conseguir substituir a receita imediatamente? Planejar com antecedência e delinear esses cenários antecipadamente pode garantir a margem de manobra necessária para que sua empresa sobreviva e prospere.

2 – Use sua projeção de fluxo de caixa para prever problemas

A projeção do fluxo de caixa é uma das etapas mais úteis para planejar um caminho mais tranquilo do ponto de vista financeiro. Faça estimativas do seu dinheiro em caixa ao final de cada mês, levando em consideração suas retiradas, o pagamento de funcionários e as obrigações fiscais.

Dessa maneira, você será capaz de programar as despesas maiores para os períodos do ano nos quais sua empresa terá mais dinheiro em caixa, como, por exemplo, como compras de capital. Ao identificar quando seu caixa pode ficar apertado, sua projeção de fluxo de caixa mostra onde você deve concentrar suas energias nos momentos de receita elevada.

3 – Identifique o ritmo do seu ciclo financeiro

Se sua empresa já está no mercado há algum tempo, estude seus demonstrativos de lucros e perdas dos últimos anos para prever o que pode acontecer. Talvez o custo de uma das matérias-primas aumente em junho ou sua agenda fique mais tranquila em agosto todos os anos. Ou seus negócios aumentem numa determinada época e diminuam em outra.

LEIA TAMBÉM: Veja 7 dicas para quitar suas dívidas

Inclua essas hipóteses nas suas projeções financeiras e surpreenda-se com a precisão das suas previsões. Caso esteja abrindo uma empresa, aproveite os conhecimentos acumulados do seu setor consultando publicações especializadas ou profissionais experientes. Converse com empreendedores do seu ramo e pergunte a eles sobre o comportamento do padrão anual das vendas. Essa pesquisa pode eliminar parte das especulações (e das surpresas) no seu primeiro ano.

4 – Baseie as decisões no seu ponto de equilíbrio

A análise do ponto de equilíbrio é um elemento crucial para as projeções financeiras de pequenas empresas. Para isso, basta dividir o total das suas despesas fixas pela margem bruta por unidade. O resultado indica o número de unidades que precisam ser vendidas ao longo do ano para atingir o ponto de equilíbrio. Você pode também dividir esse valor por 12 para calcular as metas de vendas mensais.

Ponto de equilíbrio (em unidades) = Total das despesas fixas (em R$) / Margem de lucro bruto por unidade (em R$)

ou

Ponto de equilíbrio (em R$) = Total das despesas fixas (em R$) / Taxa de margem bruta (em %)

A verdade é que, no fim das contas, você tem uma empresa que precisa dar lucro. Quando quiser lançar uma nova linha de produtos ou expandir seus negócios para um segundo local, coloque a nova despesa nas suas projeções financeiras para calcular como ela afetará seu ponto de equilíbrio. Deixe suas projeções financeiras guiarem você rumo a decisões de negócios sólidas.

5 – Faça projeções, revise, repita

Monitore atentamente suas projeções financeiras ao longo do ano para avaliar o desempenho dos seus negócios. Compare as previsões aos valores reais para criar projeções mais precisas no futuro. Ajuste as projeções de modo a refletir eventuais mudanças nos seus negócios: isso facilitará a criação de um roteiro capaz de aproveitar as futuras oportunidades (e evitar as armadilhas) e que guiará você durante todo o ano.

Artigos Relacionados