7 dicas para garantir um capital de giro

por Equipe QuickBooks

2 minutos de leitura

O dinheiro em caixa para que a sua empresa consiga pagar as despesas imediatas, o chamado capital de giro, é um aspecto muito importante para as microempresas.  Para te ajudar separamos 7 dicas para melhorar o capital de giro do seu negócio e fazer uma grande diferença no seu dia a dia.

  • Priorize a liquidez

Como o capital de giro é usado para pagar despesas imediatas, é preciso ficar atento à liquidez da empresa, ou seja, garantir que os recursos não estejam todos comprometidos em investimentos de longo prazo ou em bens difíceis de serem vendidos.

Por isso, aplicações como poupança e Certificado de Depósito Bancário(CDB) são úteis para deixar o dinheiro relativamente protegido da inflação, mas disponível imediatamente caso a empresa precise resgatá-lo para honrar algum compromisso e garantir o capital de giro do seu negócio.

  • Fique de olho na receita

Muitos microempreendedores arriscam as finanças ao assumir dívidas acreditando em previsões de faturamento, mas se o dinheiro não entrar na conta como previsto, a empresa pode ficar sem capital de giro rapidamente.

Por isso, registre como receita garantida, para compor o capital de giro, somente aqueles produtos e serviços já faturados e com prazo de pagamento definido.

  • Use a negociação

Manter o capital de giro ativo não é fácil. E é comum que pagamentos, cujo os prazos se aproximam, sejam dificultados ou impossibilitados por clientes que se atrasam para quitar as dívidas.

Por isso, é preciso ter jogo de cintura para negociar prazos mais extensos com os fornecedores e mais curtos com os clientes, evitando o esgotamento dos recursos em conta corrente, que podem implicar em elevados juros de cheque especial.

  • Parcele quando puder

Por mais que a empresa tenha recursos em caixa para fazer uma compra à vista, é importante considerar o parcelamento da dívida, especialmente quando não exige o pagamento de juros.

Isso faz com que o empreendedor não comprometa o capital de giro no curto e médio prazo e possa aproveitar melhor o dinheiro que tem em caixa para se virar com as despesas do dia a dia.

  • Priorize vendas mais rápidas

Muitas empresas possuem alguns produtos e serviços no portfólio que geram receita de forma mais rápida. Uma boa dica é intensificar os esforços de vendas para esses itens no intuito de reforçar o caixa em busca de aumentar o capital de giro.

6)Avalie um financiamento

Caso a sua empresa observe todas as dicas acima, é bem provável que não precise recorrer ao capital de terceiros. No entanto, em situações extremas, não exclua a possibilidade de fazer financiamentos a juros baixos para garantir o dinheiro necessário para pagar as contas, desde que as parcelas não comprometam as finanças.

  • Controles

Um dos grandes problemas para as microempresas é o controle financeiro. Por isso, uma das melhores formas de garantir o capital de giro para o negócio é gerenciando as suas finanças com um fluxo de caixa preciso e detalhado, e com projeções futuras para estudar a reserva de dinheiro ideal para cobrir as despesas.

Softwares de controle financeiro são fundamentais para que os microempresários deixem de lado as planilhas de Excel e possam gerenciar o dinheiro de forma mais estratégica.

O QuickBooks ZeroPaper pode te ajudar nesse desafio. Acesse nosso site e saiba como. (https://www.quickbooks.com.br/)

Artigos Relacionados

Análise de risco e capital de giro: entenda como funcionam

Para atingir desempenhos satisfatórios, empresas de todos os tamanhos lançam mão de…

Leia Mais

Capital de giro e investimento fixo: veja as diferenças

Quando uma empresa é fundada, ela precisa de recursos financeiros para se…

Leia Mais

Capital de giro: o que é e como calcular

Toda empresa, independente da sua natureza, precisa ter recursos necessários para que…

Leia Mais