MEI agora pode usar casa como sede do negócio

9
SHARES

Na semana passada, o governo federal publicou um decreto que vai facilitar a vida de quem trabalha como MEI. Agora, quem está registrado como Microempreendedor Individual pode usar sua residência como endereço comercial. A única ressalva a essa regra é aqueles casos em que a atividade exige local específico.

A nova lei federal reforça a Lei Geral da Micro e Pequena empresa, que já previa a possibilidade de estados e municípios identificarem a residência como endereço para atividade comercial.

LEIA TAMBÉM: Quais os principais direitos e deveres do MEI?

Segundo o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, essa sanção vem em um momento em que o Brasil precisa investir no empreendedorismo. “Quanto mais facilidades e menos burocracia para se formalizar, melhor para o empreendedor, para a economia e para o Brasil”, afirma.

De acordo com o Sebrae, apenas nos três primeiros meses de ano, cerca de 260 mil pessoas se formalizaram como MEI. Desde que essa figura jurídica foi criada, em julho de 2009, já são aproximadamente 6 milhões de empresários.

LEIA TAMBÉM: Veja as vantagens de se formalizar como MEI

Ao se tornar MEI, a pessoa ganha cidadania empresarial com o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e, com isso, pode emitir nota fiscal, participar de licitações públicas, tem acesso mais fácil a empréstimos e se torna um segurado da Previdência Social.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias