Faturamento das micro e pequenas empresas de SP sobe 2% em 2013

por Equipe QuickBooks

1 minutos de leitura

As micro e pequenas empresas (MPEs) paulistas apresentaram, em 2013, crescimento de 2% no faturamento real (descontada a inflação) sobre 2012, para R$ 568,1 bilhões, aponta nesta quinta-feira (13) o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo (Sebrae-SP).

O aumento aponta uma desaceleração no ritmo de crescimento que o indicador vinha mostrando nos anos anteriores. Em 2012, o faturamento havia avançado 8,1% em relação a 2011. A alta foi de 4,4% na comparação de 2011 com 2010 e de 10,4% no confronto entre 2010 e 2009.
“O crescimento modesto da economia brasileira em 2013 também afetou o desempenho das micro e pequenas empresas paulistas”, diz o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano.

Por setores, houve queda de 3,4% na indústria, aumento de 4,3% no comércio e avanço de 1% nos serviços.

Em 2013, o Grande ABC foi a região que apresentou melhor resultado, com alta de 6,1% no faturamento ante 2012.

O município de São Paulo teve crescimento de 2,9%. A Região Metropolitana de São Paulo e o interior do Estado registraram aumento de 2% e 1,9%, respectivamente.

Quanto ao pessoal ocupado, que inclui sócios-proprietários, familiares, empregados e terceirizados, o levantamento aponta redução de 0,9% em 2013 ante o ano anterior.
O rendimento dos empregados das MPEs, na mesma base de comparação, avançou 6,7% no período e a folha de salários, que engloba salários e outras remunerações, cresceu 3,8%.

Para os próximos seis meses, 49% dos donos de micro e pequenas empresas do Estado de São Paulo disseram, em janeiro deste ano, esperar que o faturamento de seus negócios se mantenha estável, diz o Sebrae-SP.

Fonte: Do G1, São Paulo.

Artigos Relacionados