5 tipos de consultores que todas as novas empresas deveriam ter

por Equipe QuickBooks

5 minutos de leitura

Começar uma nova empresa é um processo de várias etapas em que muitas questões precisam ser consideradas. Além de registrar sua empresa, obter licenças, fazer seguros, declarar impostos e lidar com os governos municipal e estadual, você também precisa nomear diretores, formar uma diretoria e, possivelmente, buscar consultores de negócios.

Os consultores de negócios diferem de uma diretoria porque são menos formais e podem ser facilmente substituídos dependendo das necessidades da sua empresa. Além disso, consultores não precisam organizar reuniões, e espera-se que dediquem somente algumas horas a cada ano (ou seja, entre 20 e 40 horas) oferecendo aconselhamento para a sua empresa.

Como selecionar seus consultores

A melhor maneira de determinar quem chamar é considerar a especialidade necessária. Peça aconselhamento a pessoas da sua confiança sobre áreas de negócio das quais você não tem muito conhecimento. É fácil identificar seus pontos fracos, mas alguém de fora poderá identificar uma área na qual você não tinha pensado.

Os consultores também são úteis para networking e para apresentar empresários e empreendedores que, normalmente, ficariam inacessíveis. Busque consultores que tenham credibilidade no setor ou nas suas respectivas áreas de especialidade. É muito importante, no entanto, que você encontre e selecione consultores que possam oferecer o conhecimento de que você precisa. Eles devem complementar seus pontos fortes e/ou corrigir seus pontos fracos.

Ao entrevistar possíveis consultores, algumas perguntas simples são a melhor maneira de determinar uma boa escolha. Alguns tópicos comuns de perguntas incluem:

  • Perguntar sobre a experiência prévia em consultoria. Se o consultor em potencial trabalhou para outras empresas do setor, evite dar origem a um conflito de interesses entre o candidato e seu antigo empregador. Certifique-se de que não há problemas para o candidato em ser seu consultor para evitar complicações.
  • Pergunte sobre êxitos e desafios prévios como consultor. Você está tentando ver o quanto ele aprendeu com o que aconteceu no passado. Se o candidato a consultor se concentrar somente no que é específico a uma determinada situação, pode não ser capaz de aplicar o que foi aprendido a um novo cenário.
  • Peça aconselhamento ao candidato. Apresente algumas situações difíceis que sua empresa pode enfrentar e veja que tipo de aconselhamento será dado.
  • Pergunte se ele já trabalhou em uma situação semelhante à sua. Comparar sua empresa com outra não é um problema, mas o que você quer realmente saber é quais diferenças ele vê na sua situação e o que faria para resolver essas diferenças.

Consultores formais e consultores informais

Consultores formais normalmente são remunerados com o patrimônio líquido da empresa que recebeu a consultoria, então é necessário prestar atenção à quantidade de consultores buscados e no que lhes é solicitado. É possível que você já trabalhe com uma pequena rede de consultores informais, que são pessoas com quem você troca ideias ou fala sobre um problema e que não esperam remuneração. Muitas dessas reuniões informais podem acontecer enquanto se toma um café ou um drinque.

No entanto, se você pediu a alguém para ser um consultor em uma posição formal, será necessário oferecer patrimônio líquido e assinar um contrato de consultoria. Este é um documento legal que descreve a natureza do vínculo, incluindo o que é esperado do consultor, seu compromisso com a empresa e como ele será remunerado.

Certifique-se de que o contrato de consultoria seja revisado e aprovado por um advogado. De preferência, esse advogado deve ser um terceiro imparcial, e não uma pessoa que você está tentando contratar como consultor.

Tipos de consultores a solicitar

As pessoas solicitadas dependerão do que você precisa, mas um ponto de partida são os grupos típicos de consultores que são selecionados.

  • Consultores conectados (ou influenciadores)

O verdadeiro benefício dos consultores conectados é sua capacidade de apresentar você a outras pessoas do setor. Mas tenha em mente que, depois que essas apresentações são feitas, a importância delas para você e seu negócio pode se dissipar. Em primeiro lugar, considere a razão da apresentação; depois, decida se você precisa de alguém somente para uma apresentação. Se houver alguma forma de você mesmo fazer essa conexão, explore essa possibilidade.

  • Consultores especializados

Como diz o nome, esses consultores preenchem as lacunas na sua base de conhecimento. Eles são especialistas em tecnologia, contabilidade, recursos humanos, marketing, vendas etc. São as pessoas às quais você perguntará sobre uma determinada área ou tópico sobre o qual não é possível encontrar as respostas por conta própria. Eles devem ter uma experiência significativa em suas respectivas áreas de competência.

  • Consultores análogos

A maior parte desse tipo de consultor é proveniente de um campo ou setor diferente do seu, o que torna suas perspectivas contrastantes valiosas. Essas perspectivas podem ajudar a identificar problemas ou obstáculos potenciais que você ou outros consultores não perceberam.

  • Consultores emocionais

Abrir seu próprio negócio é uma ideia assustadora. É arriscado, demorado e cheio de armadilhas. Encontrar um consultor emocional pode ser a diferença entre sucesso e fracasso. Ele ajuda você a ficar no caminho certo, responde às suas dúvidas e expande seus horizontes fazendo perguntas inteligentes. Muitas vezes, pequenos empresários acreditam que seu companheiro ou cônjuge preencherá essa função; mas, na verdade, você precisa de alguém que saiba como os negócios funcionam e de uma boa dose de pragmatismo para mantê-lo emocionalmente estável.

  • Consultores de longo prazo

Além disso, recomenda-se procurar por consultores que serão úteis em longo prazo. Se você não é advogado, contar com assessoria permanente de um advogado ou outro especialista legal é muito importante e pode ajudar você em uma variedade de situações legais relacionadas aos negócios. Da mesma forma, contratar um contador ou outro especialista financeiro será de grande valia ao longo do ano, especialmente quando chegar a época de declarar os impostos. Contratar um especialista em branding antes de montar sua equipe de marketing pode ajudar você criar a identidade da sua empresa e fazer seu nome ser reconhecido antes mesmo de fechar seu primeiro negócio.

Idealmente, os consultores devem atender a necessidades específicas que tratam diretamente dos seus pontos fracos como pequeno empresário e oferecer aconselhamento em tópicos permanentes que será útil por anos. É difícil chegar lá sozinho. Mas, felizmente, oferecendo um pouco de patrimônio líquido antecipado, você pode ter a experiência de pessoas que já chegaram lá.

Gostou desse artigo? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdo sobre finanças para pequenas empresas. 

Curta também nossa página no Facebook e fique por dentro dos assuntos de interesse dos empreendedores.


Artigos Relacionados