Veja dicas de marketing digital para profissionais liberais

por Equipe QuickBooks

5 minutos de leitura

Trabalhar como profissional liberal implica conhecer um pouco sobre muitas áreas de atuação: gestão financeira, estoque, fluxo de caixa, gestão de qualidade, contabilidade e, é claro, marketing digital.

Mesmo que em seu negócio não implique vendas online ou seus produtos ou serviços não sejam ligados ao mercado da web, é imprescindível que sua marca esteja na internet.

Estar na internet significa ser visto e encontrado rapidamente por aqueles que têm interesse em sua marca. Manter-se disponível para seus clientes offline no universo online irá gerar uma integração desses dois mundos e uma maior possibilidade de conversão de prospects em clientes. Mas por onde começar a fazer marketing digital? É sobre isso que vamos falar no post de hoje.

Por que você deve se preocupar com o marketing digital

De modo geral, a internet é uma mídia barata. É possível trabalhar estratégias de marketing digital gastando muito pouco e aumentar muito o alcance da sua marca, atingindo pessoas que estão interessadas no seu negócio.

Mais da metade dos brasileiros são usuários da internet, e um comportamento muito frequente dessas pessoas é pesquisar na internet sobre algum produto ou serviço antes de adquiri-lo. Pense em você como consumidor: quantas vezes buscou no Google algo que desejava comprar?

LEIA TAMBÉM: Veja como usar o Facebook para divulgar sua empresa

Assim, imagine o quanto as oportunidades de ser encontrado por quem precisa da sua empresa podem aumentar se você investir em marketing digital. Para ajudá-lo a traçar estratégias, falaremos aqui sobre maneiras simples de inserir sua marca na web.

Como desenvolver uma estratégia de marketing digital

Pesquise sobre seu público e entenda como ele se comporta na internet

Este é o primeiro passo para definir suas estratégias. Analise seus clientes offline para ter um embasamento para pesquisar sobre seu comportamento na internet. Conhecendo sua audiência e quais canais eles usam, você consegue saber em quais canais sua marca deve estar inserida.

A partir dos seus clientes-chave, crie um personagem, baseado em muita pesquisa, que resuma quem é o seu cliente e o que ele precisa; qual é o seu propósito de compra, como entende o seu serviço ou produto, o que ele deseja e como o que você tem a oferecer pode solucionar seu problema ou necessidade. No marketing, esse personagem é chamado de buyer persona.

Além de ajudar a entender seu público geral, essa persona será a representação humanizada da sua audiência na internet. Assim, você pode se basear nela para definir a linguagem da sua comunicação e como a mensagem que a sua marca deseja passar irá chegar até o seu cliente.

Humanize a sua marca

Depois de criar a persona do seu cliente, é hora de criar a da sua marca — a chamada brand persona. Qual personalidade sua marca teria se fosse um usuário na internet? Pense na sua brand persona como um personagem que representa todos os valores da sua empresa e irá repassar sua mensagem com adequação ao seu público.

Definir quem é a sua empresa te ajuda a traçar estratégias para o comportamento da sua marca na web. Assim você consegue se aproximar e trabalhar a sua comunicação de forma que faça sentido para seu consumidor.

LEIA TAMBÉM: O que é taxa de conversão e como posso utilizá-la?

Esse processo é tão importante quanto a criação da sua buyer persona: um complementa o outro. Lembre-se de que sua empresa deve ser capaz de sustentar a imagem que passa ao seu público; então, seja honesto com a sua audiência e não passe mensagens e ideias que não são condizentes com a postura da sua marca off-line.

Utilize os canais certos

Com suas personas definidas, o próximo passo é entender onde está sua audiência. Quais são as redes sociais mais usadas pelo seu público? O que ele busca na internet? Qual tipo de conteúdo consome?

Sabendo essas informações, você não irá perder tempo traçando estratégias desnecessárias que não serão tão úteis para cativar sua audiência. Adequação é a palavra-chave desse processo.

Crie um blog e seja referência no seu segmento

Parta da sua buyer persona para determinar quais temas são mais interessantes para o seu cliente e, então, mantenha-se focado em criar conteúdos relevantes para eles e que estejam relacionados à sua área de atuação. Assim, além de manter um relacionamento com o seu cliente, você consegue se estabelecer como referência no seu segmento.

Ao buscar na internet uma solução para um problema, os potenciais clientes darão preferência aos blogs e empresas que se posicionem como autoridade no segmento. Assim, o blog da sua empresa ajudará a conquistar a confiança do seu cliente e a educá-lo melhor sobre seu problema, aproximando-o um pouco mais do momento da compra.

LEIA TAMBÉM: Alguns conceitos de marketing que você precisa conhecer

Invista em mídias sociais

A importância de a sua marca estar nesse ambiente é clara, mas, antes de criar um perfil no Twitter, um canal no Youtube, uma fanpage no Facebook ou um perfil no Instagram responda algumas perguntas: por que sua marca vai estar presente nessas mídias sociais? Qual é o seu objetivo nestes canais? Qual resultado a sua empresa deseja com esse investimento?

Crie metas e esteja nas mídias sociais que têm alguma relevância para seu público. Por que criar um perfil no Twitter se em suas pesquisas você não encontrou uma quantidade relevante do seu público nesse canal? Seu tempo como profissional liberal é curto, pois você deve lidar com muitas atribuições diferentes, então otimize também a sua inserção nas mídias sociais.

Esteja sempre atualizado

Sabemos que na internet as coisas mudam rápido. Por isso, faça pesquisas constantes e mantenha-se a par dos assuntos mais relevantes para aquelas pessoas que buscarão por você na web. Seja visto e conhecido como quem entende o que seu público precisa e que sempre busca atender todas as suas necessidades possíveis.

Aborde temas contextualizados com o atual momento do seu mercado e seja prático, rápido e objetivo ao repassar as informações relevantes e ao comunicar-se com sua audiência. Assim, dificilmente você irá falhar ao construir suas estratégias de marketing digital e colherá bons resultados.

Artigos Relacionados