Medalhista olímpica, Simone Biles faz palestra no QuickBooks Connect

por Equipe QuickBooks

2 minutos de leitura

Com apenas 19 anos, Simone Biles se tornou a principal medalhista de ginástica olímpica na Rio 2016. Em bate-papo na manhã desta quarta-feira (26/10/16) no QuickBooks Connect, evento anual promovido pela Intuit com empreendedores e contadores, em San José (Califórnia), a atleta falou sobre essa experiência vitoriosa e também revelou algumas curiosidades sobre sua trajetória de sucesso.

“Comecei a treinar mais velha do que a maioria das ginastas, pois já tinha seis anos. Desde o início, treinei duro para chegar onde cheguei e nada aconteceu por acaso. Para tanto, tive que abrir mão daquela rotina usual de criança e adolescente, me privar de alguns desejos e excessos, mas tudo valeu a pena. E não me arrependo de ter optado pela rotina dura de trabalho no dia a dia desde logo cedo”, destacou Biles em sua palestra.

Ao falar sobre o momento Rio 2016, a jovem ginasta deixou clara a união que prevaleceu entre todas as integrantes da equipe, de modo que pudessem lutar por um objetivo comum: o de representar bem o seu país com força, garra e determinação.

No que diz respeito à pressão frente a um acontecimento como os Jogos Olímpicos e a consequente fama, a ginasta revelou que começou a frequentar sessões de terapia esportiva com intuito de manter o equilíbrio. “Está funcionando muito bem, porque consigo aliviar a tensão com alguém fora da minha família e de meu círculo de amizades”.

Em relação ao tempo livre, algo possível agora após a Olimpíada, Simone disse que quer fazer coisas arrojadas, como mergulhar e ver tubarões. “Para relaxar, também gosto de fazer compras, sair com a família e os amigos, ir à praia ou para algum lugar perto de um lago. Pensando em comida, quando posso fugir da dieta, sempre escolho a pizza, eu adoro”.

Como ainda é nova e sabe que a carreira de todo atleta tem um fim, já vislumbra a possibilidade de ser empreendedora no futuro, além de cursar uma faculdade. Por ter grande afinidade com crianças, até pela natureza de esporte que pratica, ela considera que empreender nesse ramo seria uma boa opção. A atleta se sente orgulhosa em servir de inspiração para as futuras ginastas, em ser um exemplo a seguir. No entanto, isso não afeta seu comportamento durante a rotina de treinos no cotidiano.

Gostou desse artigo? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdo sobre finanças para pequenas empresas. 

Curta também nossa página no Facebook e fique por dentro dos assuntos de interesse dos empreendedores.


Artigos Relacionados