André Macedo conta a história da ZeroPaper no Fintech Class

por Equipe QuickBooks

2 minutos de leitura

Até ser comprada pela Intuit, maior player global de desenvolvimento de software para gestão financeira de pessoas físicas, pequenas empresas e contadores, a ZeroPaper passou por alguns desafios. Essa trajetória de sucesso foi revelada nesta quinta-feira (10/11/16) por André Macedo, um dos sócios-fundadores da startup e hoje country manager da Intuit no Brasil, no Fintech Class, evento promovido pelo StartSe, uma das principais comunidades empreendedoras do País.

“Conseguimos desenvolver na ZeroPaper o produto ideal para o microempreendedor brasileiro gerir as finanças de seu negócio com segurança e agilidade. Isso só foi possível, pois, desde o início, entendemos qual a real necessidade desse empreendedor, uma vez que conversamos, pessoalmente, com mais de 100 deles durante o período de aceleração na 21212”, explicou o executivo.

A ZeroPaper surgiu então durante o período de aceleração na 21212, no Rio de Janeiro (RJ). Ao voltarem para Brasília, em 2013, os quatro sócios já tinham a solução formatada e contavam com 5 mil clientes. Depois, o montante subiu para 29 mil, 100 mil e, finalmente, os cerca de 500 mil usuários, quando houve a aquisição pela Intuit.

A Intuit foi o quarto investidor da ZeroPaper. A startup já havia recebido dois investimentos-anjo e um aporte da Totvs Ventures. O importante é que, desde o início, a startup contava com padrões rigorosos de contabilidade, uma exigência de governança da própria aceleradora, o que facilitou a entrada de dois players mais robustos, a exemplo da Totvs e da Intuit.

“Nesse momento de negociação é preciso continuar focado na empresa para fazê-la crescer e entregar valor. No entanto, ao mesmo tempo, é necessário lidar com os investidores e advogados para avançar no processo de documentação etc. É bem difícil em função da complexidade da operação, mas é possível se o time for complementar. Digo isso porque nosso time sempre foi complementar. E, nesse período crucial, conseguimos nos dividir para dar conta de tudo”, complementou Macedo.

A venda foi importante para os empreendedores, claro, mas tão importante quanto para a aceleradora e os demais investidores, que recuperaram 10 vezes mais do dinheiro aportado. É isso que se espera em uma aquisição expressiva como essa.

Hoje, como responsável pela operação da Intuit no Brasil, André Macedo se sente totalmente integrado à companhia. Por estar presente em 140 países e ter escritórios em sete deles, a infraestrutura oferecida para o crescimento da empresa em âmbito nacional é enorme. O intercâmbio de profissionais de alto gabarito é frequente e a ida do executivo para os EUA também.

“Viajo muito para o Vale do Silício, sede da Intuit, onde tenho a oportunidade de aprender demais com minhas lideranças e também trazer insights valiosos a respeito de nossa atuação no Brasil. Nossa prioridade agora é aprimorar as soluções ZeroPaper e QuickBooks para as PMEs e, num segundo momento, incrementar nosso portfólio com outros produtos da companhia – para pessoa física e contador –, que, em outros países, já são muito fortes”.

Curta nossa página no Facebook e fique por dentro dos assuntos de interesse dos empreendedores.


Artigos Relacionados