Como criar um conselho consultivo eficaz

por Equipe QuickBooks

4 minutos de leitura

Compostos por profissionais de diferentes áreas de especialidade, os conselhos consultivos orientam empresas, corporações e outras organizações sobre as práticas recomendadas para operar seus negócios. Um conselho consultivo bem formado pode ser uma grande vantagem para empresas de todos os tamanhos. Por isso, dedicar seu tempo para criá-lo cuidadosamente é uma etapa importante para a sua empresa.

Por que criar um conselho consultivo

Ao contrário de diretorias corporativas, conselhos consultivos não têm autoridade legal e financeira para tomar decisões pela sua empresa. Mas eles também são diferentes de mentores de negócios, principalmente porque seu compromisso em trabalhar como um grupo possibilita o enfoque e o debate de questões específicas. Como empresário, apesar de estar no controle, você deve estar disposto a ouvir e aceitar o aconselhamento. Afinal de contas, até mesmo o empresário mais bem-sucedido pode ter falhas na sua base de conhecimento. Os consultores podem ajudar a compensar eventuais lacunas existentes e oferecer pontos de vista objetivos para decisões envolvendo marketing, finanças, expansão e muito mais.

Além disso, os membros do conselho consultivo ajudam as empresas a aumentar suas redes de contatos profissionais. Consultores cuidadosamente escolhidos dão credibilidade à sua empresa e podem ajudar você a criar conexões na comunidade de negócios. Desde apresentar você a investidores e clientes em potencial até encontrar porta-vozes famosos para representar seu negócio, os consultores são cruciais para o crescimento e fortalecimento da rede de contatos de uma empresa.

Etapas para a criação de um conselho consultivo

O valor de um conselho consultivo está na capacidade dos seus membros. Confira as seis etapas essenciais para a criação de um conselho consultivo eficaz.

  1. Determine suas metas

Identificar as metas da sua empresa com antecedência é essencial para escolher os consultores mais eficientes para o seu conselho. Por exemplo, empresários que desejam formar uma base de clientes podem selecionar tipos de consultores diferentes daqueles escolhidos por empresários que buscam uma expansão para outros mercados ou a elaboração de propriedade intelectual. Além disso, determinar suas metas com antecedência permite que você se comunique claramente com membros potenciais do conselho antes que eles se comprometam com a sua empresa. Se as metas entre você e um potencial consultor não se alinham, será muito mais fácil superar essas diferenças.

  1. Crie uma equipe diversificada

Ainda que a tentação de buscar consultores que pensam como você seja forte, os conselhos consultivos mais eficientes incluem um grupo de pessoas diverso. Em geral, os empresários escolhem consultores com experiência nos campos de marketing, contabilidade, direito e finanças. Embora não seja errado começar entrando em contato com colegas e amigos, encontrar grandes talentos pode significar sair da sua zona de conforto. Sua rede do LinkedIn é um grande ponto de partida para buscar possíveis consultores, assim como comunidades de reuniões on-line, como BoardProspects.com. Além da Internet, é possível encontrar potenciais consultores fazendo networking com membros do conselho de organizações semelhantes, pessoas bem relacionadas de associações comerciais locais ou antigos empregadores e gerentes com experiência relevante.

  1. Avalie seus candidatos

É importante que você avalie os candidatos cuidadosamente, tanto se estiver adicionando membros a um conselho consultivo existente quanto se estiver criando um novo. Além de considerar qualificações, contatos e experiência, os empresários devem avaliar a disponibilidade dos candidatos para se certificar de que eles manterão os compromissos assumidos. Além disso, certifique-se de que os novos consultores se encaixarão bem na cultura do conselho atual. Afinal de contas, seu conselho consultivo não será muito eficaz se os membros não se sentirem à vontade trabalhando uns com os outros. Apresente os potenciais consultores uns aos outros ou ao conselho atual antes de adicioná-los à equipe.

  1. Deixe as expectativas bem claras

Não importa a capacidade do seu conselho consultivo, é improvável que você atinja todas as suas metas se os membros não conhecerem suas expectativas. Antes de convidar consultores para participar da sua equipe, estabeleça um cronograma para reuniões e outros eventos. Comunicando suas expectativas desde o início, você pode evitar desentendimentos mais adiante. Coloque-as por escrito e revise-as regularmente. Faça os ajustes que você e o conselho considerem necessários.

  1. Proteja sua propriedade intelectual

Os membros do conselho consultivo terão dificuldade em fornecer um aconselhamento sólido se eles não tiverem informações detalhadas sobre a sua empresa. No entanto, como empresário, você tem a responsabilidade de proteger sua propriedade intelectual e seus segredos comerciais. Ao elaborar seu conselho consultivo, certifique-se de que todos os consultores assinem acordos de confidencialidade e de não competição para evitar disputas judiciais no futuro. A menos que já seja um especialista no procedimento, você deve consultar um advogado para garantir que você e sua empresa estão suficientemente protegidos contra violação de propriedade intelectual.

  1. Selecione uma forma de remuneração

Embora colegas e amigos possam estar dispostos a fazer parte de um conselho gratuitamente, a maioria dos consultores espera ser compensada pelo seu aconselhamento. Antes de selecionar seus consultores em potencial, determine a forma de remuneração pelos seus serviços. Defina um pacote de remuneração antecipadamente para garantir que todos fiquem cientes, seja ele uma oferta de ações ou somente uma refeição ocasional.

Forme um conselho consultivo melhor para a sua empresa

Esteja você começando uma empresa do zero ou expandindo uma empresa existente para novas áreas, é importante encontrar consultores nos quais possa confiar. Dedique-se a encontrar os melhores membros possíveis para o conselho consultivo e aumente muito suas chances de sucesso.

Gostou desse artigo? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdo sobre finanças para pequenas empresas. 

Curta também nossa página no Facebook e fique por dentro dos assuntos de interesse dos empreendedores.


Artigos Relacionados