IRPJ: tudo sobre o Imposto de Renda para Pessoa Jurídica

por Equipe QuickBooks

2 minutos de leitura

Diariamente no Brasil, cada cidadão paga R$ 26 de impostos. E não é diferente para as empresas – com uma carga tributária considerável, o país é líder em arrecadação e o Imposto de Renda Pessoa Jurídica faz parte do conjunto de tributos pagos ao governo. Para esclarecer tudo sobre o IRPJ, elaboramos perguntas e respostas que vão eliminar de uma vez por todas suas dúvidas. Confira a seguir todas as informações que você precisa sobre o Imposto de Renda Pessoa Jurídica!

O que é IRPJ?

É um tributo federal pago pelas pessoas jurídicas, isto é, as empresas.

Como ele é calculado o IRPJ?

De acordo com a receita das empresas e seu regime tributário, desta forma:

Entenda o Lucro Presumido

Neste regime de tributação, o governo presume o percentual do seu lucro de acordo com uma tabela, variando entre 1,6% e 32% do faturamento. Neste caso, deduz-se da receita operacional o percentual da margem de lucro presumido, e sobre este montante aplica-se a taxa de 15% correspondente ao IRPJ.

Exemplo: uma empresa de administração que tem regime de lucro presumido possui 32% de margem, de acordo com a tabela do governo. Se ela fatura R$150 mil, seu lucro estimado será de R$48 mil, logo, 15% de imposto sobre este valor resulta num montante devido de R$7.200,00.

Lucro Real

Alíquota de 15% sobre o lucro real da companhia. Se o lucro ultrapassar R$20 mil/mês, é obrigatório pagar um adicional de 10% sobre o valor que exceder.

A proposta do Simples Nacional é englobar 3 impostos (estaduais, municipais e federais) em uma mesma guia, a DAS. O IR está incluso na alíquota que a empresa já paga a cada emissão de nota fiscal e sofre variação de acordo com as faixas de faturamento.

Quem deve contribuir declarar o Imposto de Renda Pessoa Jurídica?

A obrigatoriedade é para todas as pessoas jurídicas e empresas individuais, registradas ou não. Ou seja, a prestação de serviço informal está sujeita ao IRPJ.

Quem é isento do IRPJ?

Apenas empresas filantrópicas, recreativas, culturais e científicas estão isentas do pagamento do Imposto de Renda Pessoa Jurídica.

Qual o período de apuração?

O cálculo e pagamento é trimestral, sempre entre os dias 30 ou 31 dos meses de março, junho, setembro e dezembro. Para empresas de lucro real a apuração pode ser mensal.

Como é pago o IRPJ?

Através da guia chamada DARF que é gerada pelo contador.

Particularidades

Desde 2006 o governo tem se modernizado e está trazendo todos os seus controles para o meio digital, podendo cruzar dados e pegar possíveis falhas nas declarações. A grande mudança esperada para o segundo semestre de 2015 é a implantação do ECF – Escrituração Contábil Fiscal. Ela é válida para todas as empresas, com exceção das integrantes do Simples Nacional, e substituirá a DIPJ, aumentando o nível de detalhamento e possibilitando um controle maior do governo sobre as movimentações econômicas das empresas.

No site da Receita Federal é possível encontrar as tabelas aqui comentadas.

Com tantas particularidades, manter sua empresa bem organizada é essencial para ter tudo sob controle. Continue conosco e leia outros artigos sobre finanças, contabilidade e negócios. Não deixe de conhecer o QuickBooks ZeroPaper, que ajuda você ter maior controle financeiro.

Conheça o Simples Nacional

Gostou desse artigo? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdo sobre finanças para pequenas empresas. 

Curta também nossa página no Facebook e fique por dentro dos assuntos de interesse dos empreendedores.

Artigos Relacionados

Imposto de Renda: veja dicas para preparar sua declaração

Artigo escrito por Renata D’Elia É hora de planejar o ano fiscal…

Leia Mais

7 erros mais comuns na hora da declaração de imposto de renda

Todos correm riscos de errar na hora da fazer a declaração de…

Leia Mais

Imposto de Renda: prepare-se para acertar as contas da sua empresa

É hora de “acertar as contas com o leão”. E como todas…

Leia Mais