eSocial: o que é e como funciona

por Equipe QuickBooks

1 minutos de leitura

Sabe aquelas dificuldades que todo empregador precisa enfrentar para enviar informações sobre seus funcionários para a Receita Federal, Ministério do Trabalho e Emprego, Seguridade Social e Caixa Econômica Federal? Elas acabam onde o eSocial começa. Confira a importância dessa escrituração digital para facilitar a troca de informações entre o seu negócio e o governo federal.

O que é o eSocial?

Um projeto do governo federal que veio para tornar mais simples e concentrar em um só lugar a entrega das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas dos empregadores sobre seus funcionários. Assim, o eSocial, que faz parte do Sistema de Escrituração Pública Digital (SPED), tem como objetivo garantir que os direitos trabalhistas e previdenciários dos trabalhadores sejam cumpridos.

O que muda com o uso do eSocial?

Aquelas obrigações como o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), Relatório Anual de Informações Sociais (RAIS) e Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (SEFIP) passam a ser registradas em um único sistema eletrônico, evitando, assim, repetitivas e trabalhosas trocas de informações entre o empregador e o governo federal.

Como funciona

Para enviar as informações sobre seus funcionários, basta acessar um único sistema online. Nele, são solicitados: inscrição do trabalhador (que pode ser feita logo depois que você conferir a situação dele no aplicativo criado pela Receita Federal), contratações, demissões, licenças e outros eventos relacionados ao trabalho, imposto de renda e FGTS. Ou seja, o que é declarado não vai mudar, apenas vai ficar em um único lugar.

Conheça os prazos para começar a usar o programa

O chamado eSocial já está valendo para empregadores domésticos, desde 2015. Mas, no dia 1º de janeiro de 2018, ele passará a ser obrigatório para empregadores e contribuintes que tiveram faturamento acima de R$ 78 milhões no ano de 2016. Já para os outros tipos de negócios, passa a valer a partir de 1º de julho de 2018.

Importante lembrar!

Segundo a resolução, nos primeiros seis meses após a data de início obrigatório, não é preciso enviar informações sobre a saúde e a segurança dos funcionários.

Ficou com alguma dúvida? É só acessar o site de perguntas e respostas do eSocial.

Artigos Relacionados