3 mitos e verdades sobre fluxo de caixa para pequenas empresas

por Equipe QuickBooks

2 minutos de leitura

É bem comum que o pequeno empreendedor tenha dúvidas sobre como fazer a gestão financeira do negócio quando está começando. E até aí, tudo bem! O problema é que muitas vezes essas dúvidas são respondidas com mitos sobre o fluxo de caixa, que estão bem longe da melhor solução. Por isso, preparamos uma lista com os três principais e vamos esclarecê-los para você. Vamos lá?

O mito: não tem problema misturar conta empresarial e pessoal.

A verdade: tem, sim! Apesar de não ser obrigatória a criação de uma conta bancária de pessoa jurídica, é importante manter o dinheiro do negócio separado do particular para garantir a saúde financeira da empresa. Isso porque, com as quantias juntas em uma mesma conta, é muito fácil de você perder o controle sobre a natureza dos gastos – e esse erro é uma das principais causas de falta de verba no fim do mês. Sem contar que receber o que é da empresa na sua conta de pessoa física pode trazer algumas complicações na hora de declarar o imposto de renda.

Leia também: 7 erros mais comuns na hora da declaração do imposto de renda

Deixar as contas bancárias separadas é fundamental para que você tenha uma visibilidade clara de quanto dinheiro está entrando na empresa, quanto você está gastando com a operação do seu negócio, quando está lucrando e quanto sobra para outros investimentos que ajudariam o empreendimento a crescer.

E esse controle vale tanto para as contas bancárias quanto para o controle administrativo que você faz na sua planilha financeira ou gerenciador financeiro online. É fundamental deixar tudo anotado – o que é despesa do negócio e o que é de casa. Mas, em ambientes separados.

O mito: posso recuperar um rombo no caixa em poucos dias

A verdade: você até pode recuperar um rombo no caixa, mas não será em poucos dias. Geralmente os rombos aparecem depois de muito tempo em que o dinheiro está sendo mal administrado e justamente quando surge uma necessidade de resgate de valor, como para pagar uma conta por exemplo.

Nesse momento, a repercussão pode ser dramática: você precisa do dinheiro para pagar uma conta, percebe que está faltando e, além de não pagar a dívida, começa a acumular outras. É o famoso efeito bola de neve que aumenta ainda mais o buraco.

Recuperar o rombo, como comentamos, não é impossível. Mas leva bastante tempo e pode custar caro.

O mito: não preciso fazer o controle financeiro diariamente.

A verdade: precisa, sim! Com o controle diário você consegue ver o que está acontecendo com o dinheiro da sua empresa em tempo real, o que lhe dá a oportunidade de tomar decisões rápidas e bem mais eficientes.

Leia também: 3 segredos do controle financeiro empresarial de sucesso

Deixar para depois pode fazer com que aquele rombo que comentamos acima apareça e, com ele, as dores de cabeça. A melhor forma de evitar que isso aconteça e ter sempre uma boa solução é controlando diariamente o fluxo de caixa da empresa.

E como manter as contas organizadas?

A melhor alternativa é contar com um bom gerenciador financeiro, como o de fluxo de caixa do QuickBooks ZeroPaper, que te dá visibilidade completa das receitas, despesas, impostos e tudo que você precisa saber para manter a saúde financeira da empresa em alta. Ah, e vale lembrar que essa ferramenta é 100% segura, fácil de usar e gratuita.

Artigos Relacionados

4 erros de gestão financeira que podem acabar com sua empresa

Uma das maiores dificuldades dos empresários é controlar os aspectos financeiros do…

Leia Mais

5 dicas para fazer controle de vendas

Muitas empresas, em especial as micro e pequenas empresas, costumam não entender…

Leia Mais

5 dicas para elaborar uma projeção financeira sólida

Artigo escrito por Laura McCamy Com frequência, os empreendedores enfrentam muitas dificuldades…

Leia Mais