Demonstrações contábeis: 5 sinais para você ficar alerta

por Equipe QuickBooks

4 minutos de leitura

Analistas financeiros e contadores têm a incrível capacidade de identificar tendências preocupantes após uma rápida análise de um conjunto de demonstrativos financeiros. Você pode fazer o mesmo se souber por quais sinais deve procurar. Para analisar detalhadamente suas finanças, você precisa de uma cópia do balanço patrimonial, da demonstração de resultado do exercício (DRE) e do demonstrativo de fluxo de caixa. Obtenha esses demonstrativos contábeis dos últimos dois ou três anos para monitorar as tendências ao longo dos anos.

Confira a seguir 5 sinais de alerta importantes que devem ser observados na hora de fazer demonstrações contábeis:

1 – Aumento de estoque

Se estiver expandindo suas ofertas, um saldo maior de estoque talvez seja necessário. No entanto, o crescimento do estoque também pode indicar que seus produtos não estão sendo vendidos. Além disso, quanto mais tempo eles ficarem na sua prateleira, maior será o risco de obsolescência ou deterioração. Por isso, tenha seu controle de estoque sempre atualizado.

Como identificar esse sinal: calcule a média de estoque do ano usando os números finais do estoque do balanço patrimonial do ano anterior como o saldo inicial deste ano. Divida a média de estoque pelas vendas no ano. Se o percentual for mais alto do que em anos anteriores, talvez haja algum estoque nos livros contábeis que você simplesmente não consegue vender.

2 – Número crescente de contas a receber

Um número elevado de contas a receber é um sinal positivo — se você tem certeza de que consegue cobrá-las. No entanto, quanto maior o atraso de uma conta, menores são as chances de o cliente quitar a dívida. Um número crescente de contas a receber pode indicar que você não está sendo eficaz ao cobrar dívidas em aberto.

Como identificar esse sinal: Divida o saldo médio das contas a receber pelas vendas anuais. Se o resultado for maior do que o identificado nos últimos anos, isso indicará que as contas a receber estão se acumulando. Para investigar mais detalhadamente, crie uma tabela em seu sistema de controle financeiro que classifique os saldos de contas a receber por data de vencimento. Se a maioria das contas a receber está atrasada, dedique mais esforço na cobrança ou analise a possibilidade de vender seus direitos de crédito (factoring).

3 – Alienação de ativos imobilizados

A venda de equipamentos com um desempenho abaixo do ideal ou não mais necessários pode ser uma estratégia interessante. O problema é que alguns empresários se desfazem dos ativos imobilizados e usam o dinheiro para despesas de curto prazo ou para quitar dívidas. A menos que as receitas provenientes de ativos imobilizados sejam reinvestidas na empresa, a alienação de ativos imobilizados pode prejudicar as receitas operacionais futuras.

Leia também: Ativos X Despesas: conheça as diferenças

Como identificar esse sinal: ganhos e perdas de ativos imobilizados são registrados na demonstração de resultado do exercício, e as alienações entram no balanço patrimonial. Como o proprietário da empresa, você sabe por que vendeu os ativos imobilizados. Se as alienações forem significativas, detalhe suas razões para a venda e o que pretende fazer com o dinheiro.

4 – Padrões desfavoráveis de fluxo de caixa

Algumas empresas têm lucros ótimos no papel, mas não dispõem de dinheiro. Se o dinheiro não entra na empresa, os investidores podem achar que você não faz as cobranças com a devida rapidez, está com dificuldades com prestações de empréstimos ou está exagerando as receitas.

Como identificar esse sinal: há variações, mas, em geral, o caixa líquido deve acompanhar o lucro líquido. Se o fluxo de caixa líquido diminuir ao longo dos anos em relação ao lucro líquido, talvez você venha a enfrentar uma crise de liquidez.

5 – Receita não operacional

Investidores e credores adoram ver uma receita consistente de operações contínuas. Eles são mais cautelosos em relação à receita de outras fontes, como um grande volume de vendas pontual, ganhos decorrentes da venda de ativos imobilizados e lucros de vendas de investimentos. Essas receitas não operacionais não têm o mesmo valor porque há grandes chances de que elas não ocorram novamente.

Leia também: Como preparar uma Demonstração de Lucros e perdas (DRE)?

Como identificar esse sinal: é fácil identificar a receita não operacional porque ela é declarada separadamente das receitas operacionais na demonstração de resultado do exercício. Analise a proporção das receitas operacionais em relação às não operacionais ao longo dos anos. Se houver diminuição, talvez seja necessário concentrar esforços em fontes de receita permanentes.

Já conhece o QuickBooks ZeroPaper?

Com o QuickBooks ZeroPaper é possível gerar facilmente uma DRE e pode ser usado para melhorar o controle financeiro do seu negócio. Teste e veja como é fácil usar!

Gostou desse artigo? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdo sobre finanças para pequenas empresas.

Curta também nossa página do QuickBooks ZeroPaper no Facebook e fique por dentro dos assuntos de interesse dos empreendedores.

Artigos Relacionados

4 erros de gestão financeira que podem acabar com sua empresa

Uma das maiores dificuldades dos empresários é controlar os aspectos financeiros do…

Leia Mais

4 dicas de contabilidade para iniciantes

Você morre de medo só de pensar em gerenciar seus próprios livros…

Leia Mais

10 erros contábeis comuns que os empresários cometem

Como empresário, é importante se envolver em todos os aspectos do seu…

Leia Mais