Como preparar um balanço patrimonial

0
SHARES

Um balanço patrimonial é uma visão geral do valor líquido da sua empresa em um determinado momento (como, por exemplo, o final do ano). Ele reflete os ativos da empresa, seus passivos e o patrimônio líquido do proprietário. É importante criar e analisar este demonstrativo financeiro para acompanhar o crescimento (ou contração) dos seus negócios.

Mas o que é um balanço patrimonial?

Como o termo sugere, um balanço patrimonial é um demonstrativo com duas colunas de itens que se igualam: ambas as colunas devem se equilibrar mutuamente. A primeira coluna é uma lista de ativos:

Ativos = Passivos + Patrimônio líquido do proprietário

O balanço patrimonial ajuda você a perceber o quanto um investimento na empresa vale a pena. A equação é simples:

Patrimônio líquido do proprietário = Ativos – Passivos

Ativos no balanço patrimonial

Os “ativos” incluem todos os itens de caixa e propriedade mantidos pela empresa. Em geral, os ativos no balanço patrimonial são divididos em duas categorias: ativos circulantes e não circulantes.

Os ativos circulantes incluem:

  • Caixa: dinheiro na caixa pequena, depósitos em contas correntes e de poupança e qualquer investimento de curto prazo facilmente convertido em dinheiro.
  • Valores mobiliários negociáveis: ações, títulos e outros valores mobiliários mantidos para investimento e que são prontamente negociáveis.
  • Contas a receber (C/R): dinheiro devido à sua empresa por um cliente que deverá ser pago em até um ano.
  • Estoque: matérias-primas, trabalhos em andamento e produtos acabados produzidos ou adquiridos para venda a clientes no curso normal dos negócios. As empresas podem ter uma reserva de obsolescência que reduz o ativo de estoque no balanço patrimonial.
  • Despesas pagas antecipadamente: valores para cobertura de seguro ou outras despesas que serão usados ou aplicados em até um ano.

Os ativos não circulantes incluem:

  • Propriedade: equipamentos e máquinas, edifícios e terrenos, móveis e acessórios.
  • Propriedades intangíveis: direitos autorais, marcas e patentes, bem como a reputação da empresa.

Passivos no balanço patrimonial

Incluem dívidas ou outras obrigações da empresa que poderiam ter um efeito negativo sobre o valor líquido. Há duas categorias básicas de passivos: circulantes e de longo prazo (fixos).

Os passivos circulantes, com vencimento provável em até um ano, incluem:

  • A pagar: o dinheiro devido aos fornecedores de bens ou serviços comprados pela empresa. Também chamado de contas a pagar (C/P).
  • Despesas acumuladas: as despesas incorridas pela sua empresa para as quais não há fatura, como salários, benefícios dos funcionários (por exemplo, plano de saúde, contribuições do plano de aposentadoria) e impostos federais e estaduais.
  • Empréstimos de curto prazo: contas de cartão de crédito da empresa, linhas de crédito etc.
  • Resultado de exercícios futuros: a receita de um produto ou serviço que ainda tem de ser entregue ou realizado.

Os passivos de longo prazo (fixos) incluem:

  • Hipotecas: empréstimos para comprar ou construir instalações da empresa (por exemplo, edifícios, fábricas etc.)
  • Outros empréstimos: empréstimos para aquisição de veículos, compra de equipamentos e empréstimos de acionistas.
  • Títulos: instrumentos de dívida emitidos pela empresa para levantar capital (este tipo de passivo é incomum para pequenas empresas).

Patrimônio líquido do proprietário no balanço patrimonial

Esta parte do balanço patrimonial representa o valor da participação dos proprietários da empresa. O valor é o montante pelo qual os ativos excedem os passivos.

O patrimônio líquido do proprietário pode ser composto por três categorias básicas:

  • O capital que os proprietários inicialmente investiram no negócio.
  • O capital realizado adicional que os proprietários acrescentaram à empresa após o financiamento inicial.
  • A receita retida, que é o lucro da empresa que não foi distribuído aos proprietários, mas mantido na empresa.

Um patrimônio líquido positivo indica que os ativos excedem os passivos. Se o patrimônio líquido for negativo, há mais passivos do que ativos, e a empresa está com problemas.

Criação de um balanço patrimonial

Para criar um balanço patrimonial manualmente, use as duas colunas para as entradas de itens discutidas anteriormente. A coluna da esquerda lista seus ativos e apresenta o total de ativos no final. A coluna da direita lista os passivos, que são totalizados e, então, adicionados ao patrimônio líquido do proprietário. Quando a soma dos passivos e do patrimônio líquido do proprietário é totalizada, o montante deve ser igual ao valor total dos ativos na coluna da esquerda.

Se usar um gerenciador financeiro, como o QuickBooks, você pode gerar um balanço patrimonial automaticamente. Não será necessário inserir os itens nas categorias, pois o software já faz isso com base nas informações inseridas no sistema por você.

Experimente o QuickBooks gratuitamente por 30 dias e crie facilmente seus próprios balanços patrimoniais.

Conclusão

O balanço patrimonial é um demonstrativo financeiro importante (junto com a demonstração de resultado do exercício e o demonstrativo de fluxo de caixa), que ajuda você a monitorar o desempenho da sua empresa. Ele também é um documento obrigatório para obter financiamento comercial. Se tiver dúvidas sobre o balanço patrimonial, consulte um especialista financeiro experiente.

Faça o download de um modelo gratuito de balanço patrimonial, que ajudará você a começar. Ou confira nosso guia sobre demonstrativos e relatórios financeiros para aprender mais sobre as principais demonstrações financeiras.