O que fazer antes de sair do seu emprego

por Equipe QuickBooks

6 minutos de leitura

Então, você está pensando em deixar o emprego para se tornar seu próprio chefe. Em outras palavras, você está pensando seriamente em se tornar um freelancer, uma pequena empresa de uma pessoa só e um microcosmo do capitalismo. Mas, embora o trabalho como freelancer ofereça muitas vantagens em relação a um emprego tradicional, incluindo maior liberdade e responsabilidade, o benefício de trabalhar de pijama tem seus custos.

Indivíduos autônomos precisam ser mais disciplinados que seus colegas em empregos tradicionais, um aspecto do trabalho freelancer negligenciado por muitos. Antes de deixar seu emprego atual, analise os pontos indicados na lista a seguir. Realizando estas tarefas antes de pedir demissão, você pode aumentar suas chances de sucesso como seu próprio chefe.

  1. Atualize seu currículo

Pensando em uma mudança de carreira? Mesmo se pretende ser seu próprio chefe, é uma boa ideia ter um currículo atualizado. Antes de deixar seu emprego atual, organize seu currículo para poder mostrar uma versão completa e profissional a investidores e clientes em potencial.

  1. Pesquise

Antes de sair do seu emprego, é essencial pesquisar as oportunidades de conexão com os clientes existentes no mercado. Isso envolve avaliar a base de clientes potencial na sua área, identificar os concorrentes e determinar se você tem algo único para oferecer ao público-alvo.

  1. Identifique suas despesas e crie um orçamento

Antes de fazer qualquer plano sério de sair do seu cargo atual, é uma boa ideia calcular um orçamento para determinar por quanto tempo você pode se manter por conta própria. Além do aluguel, serviços públicos, alimentação, roupas etc., não se esqueça de incluir os custos com seguro de saúde e outros benefícios oferecidos pelo seu empregador atual que você deixará de receber. Além disso, sempre leve em consideração emergências inesperadas ao elaborar o orçamento.

Então, compare suas despesas em relação à sua receita, como poupança, indenização, dividendos de ações e outros valores a receber. Se conseguir se manter por pelo menos seis meses enquanto aguarda a rentabilidade, talvez tenha as condições para trabalhar por conta própria.

  1. Economize para os custos iniciais e de vida

Depois de avaliar seu custo de vida, é hora de começar a economizar. Além das suas despesas pessoais, você provavelmente precisará de dinheiro para as despesas iniciais, incluindo taxas de viagem e custos com a montagem do negócio. Talvez seja uma boa ideia trabalhar em casa até que seu novo negócio comece a decolar.

  1. Identifique possíveis parceiros e funcionários

Embora a ideia de montar seu próprio negócio sozinho possa ser atraente, a maioria de nós precisa de alguma ajuda para iniciar e gerenciar uma nova empresa. Antes de abrir sua empresa, considere a necessidade de um mentor, parceiros ou funcionários.

Se precisar de ajuda para gerenciar sua empresa, busque pessoas que sejam compatíveis com suas metas e personalidade e que possam crescer com o negócio. Afinal de contas, conflitos pessoais podem significar o fracasso de uma nova empresa. Se você está pensando em contratar funcionários desde o início, não se esqueça de contabilizar despesas como impostos sobre a folha de pagamento, além dos salários.

  1. Determine como se comunicar com os clientes

Antes de deixar seus empregos, empreendedores em potencial devem avaliar como encontrarão clientes. As feiras comerciais e as ligações não solicitadas foram populares no passado, mas a publicidade on-line agora é considerada um componente essencial de qualquer estratégia de marketing. Considere todas as opções disponíveis para encontrar clientes, incluindo marketing na Internet, otimização de resultados de busca e marketing de mecanismos de pesquisa.

  1. Diversifique suas fontes de receita

Quer se garantir durante a transição para o trabalho por conta própria? Pode ser uma boa ideia diversificar sua receita trabalhando em meio período ou como freelancer na área do seu interesse antes de deixar o emprego. Essas oportunidades vão ajudar suas finanças, mas também podem ser experiências valiosas no setor escolhido.

  1. Registre o nome da sua empresa

Uma das etapas mais importantes ao começar um negócio é o registro do nome da sua empresa com o órgão governamental. Se planeja usar uma marca que não seja seu nome pessoal, você também deve registrar um nome fantasia. Também é uma boa ideia registrar uma marca com o seu nome para evitar seu uso pelos concorrentes. Essas etapas estabelecem sua marca legalmente e são um grande passo inicial.

  1. Defina um cronograma de trabalho

Embora deixar o emprego para se tornar seu próprio chefe ofereça bastante liberdade, também requer responsabilidade e autodisciplina. Porque você é um freelancer, amigos e familiares podem não respeitar suas horas de trabalho como fariam com um emprego em escritório. Crie um cronograma de trabalho e avise as pessoas próximas a você sobre as horas em que estará indisponível.

  1. Considere seus pontos fortes e fracos

Quando se está acostumado a trabalhar em um escritório, a transição para o trabalho autônomo pode ser difícil. Antes de deixar seu emprego, avalie seus pontos fortes e fracos de forma honesta. Se tiver dificuldades em manter a motivação ao trabalhar sozinho, reconsidere sua decisão sobre trabalhar de forma independente.

  1. Considere seus hábitos de trabalho

Além de avaliar seus pontos fortes e fracos, freelancers em potencial devem considerar se seus hábitos de trabalho são favoráveis ao trabalho autônomo. Por exemplo, você gosta de trabalhar sozinho? Sente-se solitário sem outros funcionários por perto? Se você é o tipo de pessoa que trabalha melhor como parte de uma equipe, o trabalho autônomo pode não ser a melhor opção.

  1. Avalie seu risco de crédito

Quando foi a última vez que você verificou sua pontuação de crédito? Empreendedores em potencial com pontuações de crédito baixas devem se dedicar a recuperar seu crédito antes de sair do emprego fixo. Algumas das melhores opções de financiamento para novas empresas são empréstimos bancários, e uma pontuação de crédito baixa certamente prejudicará suas chances de obtê-los.

  1. Identifique lacunas em sua habilidade de gerenciar um negócio

Gerenciar uma empresa envolve mais do que excelência no setor escolhido. Antes de se demitir para trabalhar como freelancer, determine se está preparado para lidar com funções empresariais básicas, como contabilidade e TI. Se não tiver muitos conhecimentos de informática, pode ser necessário contratar um contador ou adquirir um software corporativo como o QuickBooks Self-Employed para realizar essas funções.

  1. Avalie seu grau de conforto com a incerteza

O fato é que poucos negócios novos geram lucro de forma imediata. Antes de começar seu próprio negócio, pense sobre como você se sente com a insegurança financeira. Se for passar noites em claro pensando no fluxo de caixa, o trabalho autônomo pode não ser para você.

  1. Monte um local de trabalho

Um escritório nem sempre é necessário para gerenciar seu negócio. No entanto, como autônomo, é essencial que você se mantenha organizado. Se trabalhar em casa, monte um escritório com espaço suficiente para armazenar registros de impostos e outros documentos. Além disso, mantenha seus arquivos financeiros organizados para evitar situações desagradáveis com a Receita Federal no futuro.

  1. Aumente sua presença na Web

Nos dias de hoje, ter um site atraente e amigável é parte fundamental do sucesso nos negócios. Se você não tem os conhecimentos em programação para criar um site sozinho, pense em terceirizar o trabalho para alguém com mais experiência.

Como muitas pessoas usam as mídias sociais para se comunicar atualmente, também é importante estabelecer uma presença no Facebook, Twitter e outras plataformas sociais relevantes.

Gostou desse artigo? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdo sobre finanças para pequenas empresas. 

Curta também nossa página no Facebook e fique por dentro dos assuntos de interesse dos empreendedores.


Artigos Relacionados