Negócios familiares: veja dicas para garantir o sucesso

6615
SHARES

De acordo com pesquisa realizada pelo SEBRAE, 85% das empresas de pequeno porte começam como negócios familiares. Uma empresa familiar é aquela cujos sócios são membros de uma mesma família tendo relações de parentesco como pais, irmãos, primos, tios, cunhados, etc. Essas empresas enfrentam, além dos desafios já comuns no mercado brasileiro, potenciais problemas que podem influir na relação profissional e pessoal. Mas, ao mesmo tempo, quando possuem uma boa dinâmica e exercem bem a comunicação, os negócios familiares encontram um nível de rendimento superior à média.

Por isso, é importante entender e superar as questões que podem influir no desenvolvimento dos negócios familiares. Separamos cinco dicas de como trabalhar melhor as relações dentro das empresas familiares e, assim, alcançar o sucesso. Confira!

1 - Profissionalismo

Muitas pessoas confundem profissionalismo com formalidade, o que é um erro. Ser profissional é agir diligentemente em prol da sua relação de negócios, atuando com seriedade e comprometimento, sem precisar abandonar a organicidade das relações e sem tornar sua atitude mecânica. Negócios familiares pecam, em grande medida, por não agir com profissionalismo, ao considerar que está “entre família” e tornar o negócio amador. Para que seja bem sucedida, a empresa familiar deve contar com o profissionalismo de todos os envolvidos.

LEIA TAMBÉM: 7 ideias de negócios para montar em casa

2 - Comunicação

Um ponto muito importante, e geralmente negligenciado, em negócios familiares é a necessidade de constante comunicação entre seus membros. Essa comunicação deve ser aberta, sincera e apta a ouvir e falar sobre os problemas. A falta de comunicação nos negócios familiares leva a deterioração das relações pessoais.

Uma comunicação aberta que resolva os conflitos, profissionais e pessoais, tende a fortalecer as empresas familiares. Muitas adotam um Conselho Familiar, um espaço aberto para tratar dessas questões de forma franca.

LEIA TAMBÉM: Veja 6 dicas de motivação para seus funcionários

3 - Relacionamento

Um dos pontos fortes dos negócios familiares pode também ser o motivo de seus maiores problemas: o relacionamento entre os sócios familiares. Quanto mais próximo, leal e honesto for o relacionamento familiar, mais forte será a condução em prol de objetivos em comum nas empresas familiares. Relacionamentos problemáticos costumam influir facilmente nas relações profissionais, o que leva a problemas estruturais, falta de confiança e, por fim, no fracasso do empreendimento. É muito importante cultivar o laço pessoal e profissional saudável entre os sócios dessas empresas.

4 - Tratamento

Nem todas as empresas familiares são compostas por igualdade na sociedade. Muitas vezes, existe um fundador e figura central, alguns sócios e empregados que são da própria família. É importante, especialmente para o fundador, não demonstrar favoritismos entre os sócios ou entre os empregados familiares. Isso pode acabar gerando problemas de relacionamento e competição interna, o que vai se refletir negativamente no desempenho dos negócios.

LEIA TAMBÉM: 5 dicas fundamentais para se tornar um empreendedor de sucesso

5 - Planejamento

Para que uma empresa familiar tenha sucesso, é preciso planejar a médio e longo prazo. As empresas familiares tem a tendência a ser formadas rapidamente, sem um planejamento de metas mais longas e sem um plano de negócios, pois se parte do pressuposto que estarão todos de acordo com o que será feito. No entanto, entre a ideia e a execução, existem diferenças que podem surgir. Por isso, um planejamento é essencial para que haja sintonia perfeita dentro da empresa familiar.

Com essas cinco dicas, é possível melhorar e ter mais sucesso em negócios familiares.

Gostou desse artigo? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdo sobre finanças para pequenas empresas.