Especial Empreendedorismo e Finanças Pessoais

por Equipe QuickBooks

5 minutos de leitura

Existem hoje, no Brasil, quase nove milhões de micro e pequenas empresas. Essas pessoas deixaram de ser empregados e passaram a ser os donos do próprio negócio. Mas, por que decidiram empreender? Ou ainda, o que é empreender?

Para responder essas questões, o Dinheirama e a ZeroPaper uniram forças para oferecer a você uma série de artigos sobre as finanças pessoais do empreendedor e, claro, como fazer da melhor forma o controle financeiro de sua micro e pequena empresa.

Serão ao todo quatro artigos e um material bônus inteiramente gratuito: no final da série de um artigo por semana vamos oferecer a oportunidade de baixar gratuitamente um eBook que servirá de material para estudo.

Hoje vamos falar das preocupações financeiras que o aspirante a empresário precisa ter com ele próprio e sua vida financeira, afinal manter as contas em dia e cuidar bem da gestão financeira pessoal é tão importante quanto dar atenção ao aspecto financeiro do negócio que se deseja abrir.

A verdade é que os novos negócios nem sempre dão o retorno esperado tão rapidamente, então é bom ter condições de manter o padrão de vida sem contar desesperadamente pelo lucro da empresa.

Entendendo o empreendedorismo

Vejo muitas pessoas comentando que não levam jeito para empreender. Será mesmo? Entendo que para empreender, duas coisas são importantes: aprendizado e atitude. Se você quer que o seu empreendimento alcance bons resultados, é importante estudar, aprofundar-se e manter-se sempre atualizado em relação às práticas de gestão, liderança, vendas e concorrência.

Ser empreendedor é mais do que uma profissão, é um estilo de vida, trata-se de uma escolha embasada e pautada por comportamentos. Por exemplo: um funcionário que faz mais do que sua obrigação para entregar um serviço de qualidade pode ser considerado um empreendedor.

Empreender, portanto, não é uma característica exclusiva de quem tem um negócio próprio. Empreender nada mais é do que realizar determinadas ações para alcançar um objetivo.

Você quer empreender?

Se você está pensando em montar um negócio, saiba que empreendedorismo e imediatismo não combinam. Você precisa planejar suas ações (não confunda fazer planos com planejamento), se empenhar, programar a “virada” e ter paciência para construir e colher os resultados.

Dito de outra forma mais direta, você terá que se esforçar muito para alcançar as suas metas. Como garantir que haverá energia e disposição para empreender com sucesso? É fundamental se identificar com negócio que pretende começar. Isso é bem óbvio: se você é apaixonado pelo que faz, tem mais motivação para trabalhar.

Leitura sugerida: Quer empreender? Sete motivos para ser um empreendedor

Características de um empreendedor

Toda empresa pode passar por altos e baixos. Aliás, toda empresa passa por altos e baixos. Muitas pessoas comuns desistem no primeiro sinal de dificuldade, enquanto o empreendedor acredita que o fracasso é só mais uma oportunidade de aprender, melhorar e ir além do que já foi feito e conquistado.

O empreendedor é uma pessoa proativa, alguém que tem iniciativa e “acabativa” (vai até o fim). Por isso, apresenta uma capacidade de liderança incomum e que muitas vezes é um dos maiores ativos da empresa. Essa liderança faz com que os funcionários se tornem, antes de tudo, seguidores dispostos a caminhar junto com o negócio.

Leitura sugerida: 6 Livros que todo empreendedor deve ler

Aspectos a considerar para abrir o próprio negócio

Você já pensou que abrir um negócio pode ser uma forma de investir aquele dinheiro que está parado? Se a sua empresa cresce, o valor que você investiu também aumenta. Garantias de que isso vai acontecer? Esqueça.

Se você quer empreender abrindo um negócio próprio, saiba que terá de assumir riscos. A boa notícia é que à medida que o seu empreendimento alcança resultados positivos, a incerteza vai diminuindo e as oportunidades crescem (em perspectiva, potencial e retorno financeiro).

Cabe lembrar que é possível minimizar os riscos fazendo um bom planejamento, tendo muita organização e controlando bem os seus recursos. Por isso é fundamental garantir que o controle financeiro da empresa esteja sempre em ordem e seja uma prioridade, tarefa facilitada pelo nosso parceiro www.zeropaper.com.br (clique e conheça).

Jamais misture as finanças pessoais com as da empresa

Antes de ser um empreendedor, todo mundo é ser humano. E todos nós estamos sujeitos a passar por dificuldades, crises e imprevistos na vida pessoal e profissional. É fundamental que o empreendedor esteja preparado para superar esses momentos sem que precise recorrer ao dinheiro da empresa, afinal as finanças pessoais nunca devem ser misturadas com as da empresa (esse é um erro que custa muito caro!).

O melhor caminho é sempre estabelecer com coerência o padrão de vida da família e ter o equivalente a 10 meses de renda mensal guardados para se manter. Uma boa opção para guardar esse dinheiro é a caderneta de poupança, já que possui liquidez imediata e não tem a incidência de taxas e impostos.

Leitura sugerida: 3 Atitudes para manter as finanças do empreendedor em dia

Investir também é importante

Todo investidor tem o sonho de transformar sua empresa em um negócio de muito sucesso. Acontece que a vida não pode ser apenas isso, e o empreendedor precisa pensar também no futuro e nas suas conquistas pessoais. Neste sentido, é fundamental não se esquecer de planejar os objetivos de curto, médio e longo prazo.

A escolha dos investimentos depende dos objetivos, dos valores e perfil de cada um. Em geral, quanto mais tempo pela frente, maior pode ser a exposição aos investimentos com maior risco (e maior potencial de retorno).

A caderneta de poupança é um ótimo destino para a reserva de emergências, mas só pra isso. Para o investidor que pretende alcançar objetivos específicos, existem opções muito mais vantajosas em termos de rentabilidade e segurança. O exemplo mais claro dessa realidade chama-se Tesouro Direto.

Através do Tesouro Direto, o investidor consegue comprar títulos públicos com valores baixos e que hoje oferecem rentabilidade muito mais atraentes do que a poupança.

Leitura sugerida: Tesouro Direto: como investir, rentabilidade, vantagens e características

Conte com o Dinheirama e a Zeropaper

Agora que você já se interessou pelo tema e chegou até aqui, deve ter percebido que cuidar das finanças da empresa e das finanças pessoais são tarefas bastante parecidas. A receita de respeitar o orçamento e caminhar sempre buscando bons resultados para investir deve ser uma constante.

Para ter cada vez mais acesso a informações de qualidade, é só continuar acompanhando nosso trabalho por aqui. Se você quer controlar a parte financeira de seu pequeno negócio, a ZeroPaper criou um sistema simples e intuitivo. Acesse www.zeropaper.com.br e experimente!

Está pronto para encarar o desafio de empreender? Na próxima semana vamos oferecer dicas para quem quer ter um negócio próprio. Obrigado e até lá!

Artigos Relacionados