Tudo o que você precisa saber sobre o Supersimples Nacional

por Equipe QuickBooks

2 minutos de leitura

Muitos micro e pequenos empresários se sentiram aliviados quando o projeto de lei que aumenta os limites de faturamento para o Supersimples Nacional e que começa a valer em 2018 foi sancionado pelo presidente, Michel Temer. Mas, o que isso significa na prática? Confira abaixo!

O que é o Supersimples?

Criado especialmente para facilitar a vida dos empreendedores de micro e pequenas empresas, o Supersimples, que também é conhecido como Simples Nacional, é um programa do governo federal que torna o recolhimento de tributos um processo mais simples – como o próprio nome diz – e menos burocrático. Foi previsto na Lei Complementar nº 123, de dezembro de 2006.

Quais são suas mudanças no Supersimples para 2018?

Com a aprovação do projeto de lei que começará a valer no dia 1º de janeiro de 2018, confira quais são as mudanças do teto de faturamento para que micro e pequenas empresas se enquadrem no Supersimples e também o que muda sobre o pagamento de tributos.

Limite para que as microempresas sejam incluídas no programa

  • Como é agora: precisam ter faturamento de até R$ 360 mil ao ano para participar do Supersimples.
  • Como será a partir de 2018: poderão ter faturamento anual de até R$ 900 mil para que sejam enquadradas.

Limite para que as pequenas empresas sejam incluídas no programa

  • Como é agora: podem participar do programa aquelas que têm faturamento de R$ 3,6 milhões ao ano.
  • Como será a partir de 2018: poderão se enquadrar mesmo faturando, ao ano, R$ 4,8 milhões.

O que muda para o pagamento das dívidas tributárias

Se antes os micro e pequenos empreendedores podiam pagar os tributos relacionados aos seus negócios em até 60 prestações, com a mudança no Supersimples eles poderão parcelar em até 120 vezes.
Vantagens

A participação no Supersimples diminui a burocracia que muitos empreendedores enfrentam para o pagamento dos impostos federais, estaduais e municipais. Isso porque, com o programa, todos esses tributos são cobrados em um único boleto. Outro ponto positivo é que, as empresas que oferecem atividades ligadas ao Comércio e à Indústria, e que se enquadram ao Supersimples, pagam menos impostos. Já as micro e pequenas empresas de Serviços optantes também contam com essa vantagem, dependendo do número de funcionários. 

Como se inscrever no Supersimples Nacional?

Para inscrever sua micro ou pequena empresa e poder aproveitar essas vantagens, o seu negócio precisa estar listado na nova tabela do Simples Nacional, estar dentro das definições de micro e pequena empresa ou empresa de pequeno porte, além de não ter dívidas tributárias em aberto com o governo federal. Tudo ok? Então, é só ficar atento ao prazo para adesão ao programa, que abre sempre durante o primeiro mês do ano e é feito no site do Simples Nacional.

Quer participar do Supersimples? Contate o seu contador para esclarecer suas dúvidas sobre a participação no programa e continue acompanhando os conteúdos exclusivos no Blog do QuickBooks.

Leia também: Saiba mais sobre o Simples e outros regimes tributários.

Artigos Relacionados