Os 24 termos financeiros mais usados

por Equipe QuickBooks

6 minutos de leitura

Parece que cada setor tem seu próprio jargão, uma linguagem secreta cheia de siglas e chavões que não fazem muito sentido para alguém “de fora”. Ao gerenciar uma pequena empresa, você precisa desempenhar diversos papéis. Alguns deles exigem que você entre em detalhes de diferentes setores e, consequentemente, em seu vocabulário peculiar. Nesses casos, muitas vezes, o jargão se torna uma grande pedra no seu caminho.

Para ajudar você, confira abaixo 24 termos do mundo financeiro que todo empresário precisa saber.

  1. Contas a receber

Contas a receber inclui o dinheiro devido pelos clientes para outra empresa ou pessoa como pagamento por produtos e/ou serviços. É considerado um ativo no balanço patrimonial de uma empresa porque se entende que os clientes são legalmente obrigados a pagar esse valor.

  1. Reconhecimentos por competência

É uma lista de despesas incorridas, mas que ainda não foram pagas, ou uma lista de vendas que foram concluídas, mas ainda não foram faturadas. Os reconhecimentos por competência estão relacionados a itens que chegarão aos seus livros contábeis em breve, no positivo ou no negativo, mas que ainda não estão lá (geralmente, devido ao tempo que os processos contábeis levam para ser concluídos).

  1. Contabilidade de regime de reconhecimento por competência

O regime contábil de reconhecimento por competência permite certa flexibilidade quando receitas e despesas são reconhecidas. Neste método, as empresas declaram quando uma receita é recebida e quando há despesas incorridas. Há regras que determinam quando a receita é ou não é reconhecida para o período de declaração, bem como práticas recomendadas para lidar com despesas de crédito de liquidação duvidosa.

  1. Ativos

Os ativos são tudo o que uma empresa possui. Na maioria dos casos, os ativos contábeis são ativos tangíveis, como equipamentos, propriedades, terrenos, dinheiro e ferramentas. Mas ativos intangíveis, como ações, direitos autorais, patentes e marcas registradas, também podem se enquadrar nessa categoria.

  1. Despesas de crédito de liquidação duvidosa

Este é um lançamento da demonstração do resultado do exercício de uma empresa que monitora contas a receber não cobráveis (ou seja, “crédito de liquidação duvidosa”) durante um período específico.

  1. Balanço patrimonial

Balanço patrimonial é uma visão geral da situação financeira de uma empresa, incluindo ativos, passivos e patrimônio líquido.

  1. Capital

Conhecido como a quantidade de dinheiro de que uma empresa dispõe para investir ou gastar em itens necessários para seu funcionamento, o capital é o dinheiro que pode ser acessado, não incluindo ativos ou passivos da empresa. Com frequência, é chamado de “capital de giro“.

  1. Contabilidade de regime de caixa

Contabilidade de regime de caixa é um regime contábil simples particularmente útil para novas ou pequenas empresas. Receitas e despesas são registradas quando pagamentos são recebidos e enviados. É especialmente útil para empresas que não mantêm estoques.

  1. Depreciação

Definida como a diminuição do valor do item ao longo do tempo devido ao uso, a depreciação é especialmente importante para fins fiscais. Por exemplo, grandes equipamentos que afetam diretamente a capacidade da empresa de obter lucro podem ser abatidos na declaração de impostos com base na depreciação. São os itens usados por mais de um ano.

  1. Dividendos

Dividendos são lucros da empresa que são distribuídos regularmente para seus acionistas. Os valores ou porcentagens dos dividendos são normalmente decididos pela diretoria da empresa e podem ser emitidos como dinheiro, ações ou outros bens.

  1. Patrimônio líquido

Patrimônio líquido é o valor do dinheiro investido na empresa por seus proprietários. Se a empresa for pequena, com poucos proprietários, ele pode também ser chamado de “patrimônio líquido do proprietário”. Se a empresa tiver muitos proprietários diferentes ou se a propriedade da empresa for analisada por meio do mercado de ações, o patrimônio líquido também pode se referir à posse conjunta mantida por acionistas.

  1. Despesas

Normalmente, existem quatro tipos de despesas: fixas, variáveis, acumuladas e operacionais.

  1. Despesas fixas

Despesas fixas permanecem consistentes ao longo dos meses e dos anos. Normalmente, incluem despesas como salários, aluguéis etc. Esses custos não são afetados por flutuações nas vendas, na produção ou no mercado.

  1. Despesas variáveis

Despesas variáveis estão vinculadas à produção da empresa. Esses custos podem ser maiores ou menores com base em aumentos e diminuições na produção ou nas vendas.

  1. Despesas acumuladas

Despesas acumuladas são despesas contábeis únicas que são declaradas, mas ainda não foram pagas.

  1. Despesas operacionais

Despesas operacionais são os custos necessários para uma empresa conduzir os negócios.

  1. Ano fiscal

Um ano fiscal é um período que uma empresa usa para fins de contabilidade e para preparar demonstrativos financeiros. O ano fiscal pode coincidir com o ano-calendário, mas pode também ser diferente, como de outubro a setembro ou de julho a junho. As datas de início e término do ano fiscal normalmente são determinadas pela empresa e dependem de quanto tempo levará para fechar todos os livros contábeis do ano e preparar todos os demonstrativos financeiros para as declarações de impostos estadual e federal.

  1. Previsão

É o processo de utilização do histórico de dados financeiros de uma empresa para prever as tendências de negócios futuros. Normalmente, é usado por organizações para uma melhor estimativa de orçamentos para o próximo período. Muitas vezes, isso inclui números de oferta e demanda, registros de vendas e despesas.

  1. Livro razão

É o registro completo das transações financeiras de uma empresa ao longo da vida da organização.

  1. Livro diário

Os livros diários também podem ser chamados de contas. Neles, as transações são registradas conforme ocorrem e antes de serem transferidas para o registro contábil oficial, como o livro razão.

  1. Passivos

Passivos são dívidas que uma empresa tem a responsabilidade de pagar em curto ou longo prazo.

  1. Demonstração do resultado do exercício

Uma demonstração do resultado do exercício é um relatório gerado pela empresa ou pelo seu contador que lista lucros, despesas e lucros líquidos para um determinado período.

  1. Receita

Receita é o valor total de dinheiro recolhido de produtos ou serviços vendidos antes de todas as despesas serem subtraídas. Também inclui créditos ou descontos para mercadorias devolvidas.

  1. Balancete

Balancete é um exercício usado para confirmar valores finais antes de gerar demonstrativos financeiros. Os créditos e débitos são colocados em uma planilha para garantir que todos os saldos atuais estão corretos.

Agora que você tem um bom conhecimento do vocabulário, a próxima etapa é aprender as sete fórmulas de contabilidade que todo empresário deve saber.

Gostou desse artigo? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdo sobre finanças para pequenas empresas. 

Curta também nossa página no Facebook e fique por dentro dos assuntos de interesse dos empreendedores.


Artigos Relacionados