Projeções financeiras: saiba como interpretar

por Equipe QuickBooks

4 minutos de leitura

por Megan Sullivan

Para chamar a atenção de investidores sérios, é importante incorporar projeções financeiras ao seu plano de negócios. Fazer projeções pode ser uma tarefa complicada, pois é preciso prever suas despesas e a rapidez do crescimento da sua empresa. Porém, com um esboço rápido e algum planejamento, você será capaz de fazer projeções financeiras para a sua empresa sem dificuldades.

O que é uma projeção financeira?

Na sua forma mais básica, uma projeção financeira é uma previsão das receitas e das despesas futuras. Geralmente, a projeção contabiliza dados internos ou históricos e inclui a previsão de fatores externos do mercado.

As projeções financeiras de curto e médio prazos são as mais comuns. Uma projeção de curto prazo leva em consideração o primeiro ano da sua empresa, normalmente traçado mês a mês. Uma projeção financeira de médio prazo contabiliza, em geral, os próximos três anos da empresa, traçados ano a ano.

LEIA TAMBÉM: 5 dicas para elaborar uma projeção financeira sólida

Como formatar sua projeção financeira

É possível encontrar muitos modelos de projeções financeiras na Internet, que podem ajudar você a começar quando estiver preparando o esboço das suas projeções. Também é recomendável incluir gráficos e tabelas para explicar quantidades muito grandes de dados numéricos. A apresentação fica muito mais clara e interessante do que um texto apenas parágrafos relatando números e cifras.

Os principais elementos da sua projeção financeira

Todas as projeções financeiras devem incluir três tipos de demonstrativo financeiro:

1 – Demonstração de resultado do exercício (DRE) – uma demonstração de resultado do exercício exibe suas receitas, despesas e lucro durante um período específico. Se você estiver desenvolvendo essas projeções antes de abrir sua empresa, é aqui que você fará a maior parte da previsão. As principais seções de uma demonstração de resultado do exercício são:

— Receita – esse é o dinheiro que você ganhará com os bens ou os serviços que oferece.

— Despesas – certifique-se de contabilizar todas as despesas que terá, incluindo custos diretos (ou seja, materiais, aluguel de equipamentos, salários de funcionários, suas retiradas etc.) e custos gerais e administrativos (como honorários advocatícios e contábeis, publicidade, encargos bancários, seguro, aluguel de escritório, telecomunicações etc.).

— Lucro total – sua receita menos suas despesas, antes dos impostos de renda.

— Imposto de renda

— Lucro líquido – seu lucro total menos os impostos de renda.

2 – Projeção de fluxo de caixa: uma projeção de fluxo de caixa demonstra a um agente de empréstimos ou investidor que você apresenta um bom risco de crédito e conseguirá quitar o financiamento. A projeção de fluxo de caixa inclui três seções:

— Receitas de caixa – visão geral das vendas estimadas para um determinado período de tempo. Contabilize apenas as vendas cobradas (e não feitas a prazo).

— Desembolsos de caixa – analise seu livro razão e liste todas as despesas de caixa que você espera pagar no mês.

— Conciliação de receitas de caixa e de desembolsos de caixa – esse é fácil, basta subtrair o valor dos desembolsos da sua receita de caixa total. Se você tiver um saldo no mês anterior, transfira esse valor e adicione-o à sua receita total de caixa.

Nota: uma das armadilhas mais comuns ao trabalhar com projeções de fluxo de caixa é manter uma atitude otimista demais em relação à receita. Assista a este vídeo para obter mais dicas sobre como criar sua previsão financeira com precisão.

3 – Balanço patrimonial: essa visão geral apresenta um resumo do valor líquido da sua empresa em um determinado momento. É um resumo de todos os dados financeiros da sua empresa em três categorias: ativos, passivos e patrimônio líquido.

— Ativos – objetos tangíveis de valor financeiro que a empresa possui.

— Passivos – débitos da empresa com um credor.

— Patrimônio líquido – a diferença líquida entre o total de passivos e o total de ativos da sua empresa.

Nota: certifique-se de que as informações contidas no balanço patrimonial são um resumo das informações previamente apresentadas na demonstração de resultado do exercício e na projeção de fluxo de caixa. Nessa etapa, faça uma verificação final dos dados: Investidores e credores procurarão inconsistências, e isso pode afetar (e muito) a disposição deles de estender a linha de crédito da sua empresa.

LEIA TAMBÉM: Veja como escapar dessas 5 armadilhas de fluxo de caixa

Para concluir suas projeções financeiras, forneça uma visão geral e uma análise rápidas das informações incluídas. Pense nessa visão geral como um sumário executivo e ofereça um panorama conciso dos números apresentados.

Ao preparar suas projeções financeiras, o principal é ser o mais realista possível. Não é bom subestimar ou superestimar a receita que a sua empresa terá. Talvez seja interessante pedir a um amigo de confiança ou a um parceiro de negócios revisar suas projeções financeiras. Além disso, aproveite todos os recursos on-line disponíveis: é sempre melhor aprender com quem tem experiência na criação de projeções.

Artigos Relacionados