Fundo de reserva: veja 3 bons motivos para criar um

por Equipe QuickBooks

2 minutos de leitura

Todo empreendedor busca o lucro, mas os mais experientes sabem que a vida de empresário não é feita apenas de bons momentos. Seja por uma questão externa — como a crise econômica atual — ou por questões internas, uma empresa pode enfrentar momentos de dificuldades. Nessas situações, a solução pode ser um fundo de reserva.

  • O que é um fundo de reserva?

Um fundo de reserva é uma reserva financeira mantida pela empresa para momentos de necessidades.

Criar um fundo como esse é aconselhável, inclusive, para todos que querem administrar melhor suas finanças pessoais, e o conselho é estendido para o mundo dos negócios.

  • Por que ter um fundo de reserva?
  1. Ele não é mais um investimento

Se sua empresa tem investimentos, você sabe que nem todos têm rápida liquidez. Investir em imóveis, por exemplo, pode trazer uma boa margem de lucro, mas em momento de necessidade financeira a empresa pode ter dificuldades para encontrar um bom comprador e acabar tendo prejuízo. O mesmo vale para outros tipos de investimentos.

Por isso é importante manter um fundo de reserva, afinal, seu efeito na situação financeira da empresa é imediato.

  1. Fundo de reserva ajuda a repensar os gastos

Muitos empresários trazem para o mundo dos negócios um hábito financeiro comum na maioria das pessoas: só economizar o que sobrar.

O problema desse pensamento é que nem sempre estamos dispostos a fazer sobrar dinheiro. Com seu empreendimento, pode ocorrer o mesmo.

Se sua empresa não apresenta crescimento na taxa de lucro, isso não significa que não é possível criar um fundo de reserva. Basta que os gastos do negócio sejam reavaliados e busque-se uma estratégia de economia nos processos internos, como os de produção, por exemplo.

Com medidas que visam melhorar as rotinas da empresa, não só é possível criar um fundo de reserva como melhorar a lucratividade. Tudo isso, apenas, evitando o desperdício e focando na qualidade dos processos.

  1. Suas contas em dia!

Primeiro é necessário entender que o fundo de reserva não é um fundo de investimento, ou seja, não será usado para compras ou ampliações. É possível manter os dois fundos, mas sabendo a finalidade de cada um.

Existem dívidas que terão que ser honradas, cuja negociação nem sempre é viável. Para estes gastos, o fundo de reserva é essencial:

  • 13º salário;
  • Demissão de funcionários;
  • Pagamento de impostos.

Imagine a seguinte situação: sua empresa está sem recursos para pagar as dívidas acima, negociá-las trará multas para seu negócio, criando uma bola de neve — no caso de direitos trabalhistas, as multas ainda virão acompanhadas de processos. Aliás, manter um fundo de reserva ajuda a quitar indenizações resultantes de derrotas na justiça.

Nenhum empresário está livre de enfrentar dificuldades, por isso, manter um fundo de reserva é tão importante: para garantir que os momentos de dificuldades sejam passageiros. Quanto antes sua empresa lidar com os problemas, mais rápido sairá de fases turbulentas e voltará às atividades normais.

Gostou desse artigo? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdo sobre finanças para pequenas empresas. 

Curta nossa página no Facebook e fique por dentro dos assuntos de interesse dos empreendedores.


Artigos Relacionados