Conheça alguns conceitos de economia para empreendedores

2461
SHARES

Muitos empreendedores estão aproveitando o ano de 2016 e o momento de crise para investir. Apesar de parecer contraditório, essa é uma ideia correta, porque a melhor forma de conseguir escapar da crise é criando, inovando e empreendendo. No entanto, para conseguir esse resultado, é necessário conhecer os principais fundamentos de economia. Assim, é possível evitar problemas e imprevistos durante a empreitada de abrir um negócio.

LEIA TAMBÉM: 5 livros fundamentais para empreendedores

O segmento da economia é complexo e merece atenção. Há momentos em que ela está bem e outros em que o setor econômico vai mal. Entender como ela funciona é uma maneira de evitar prejuízos decorrentes dessa variação dos índices, que é bastante comum.

Se você está abrindo o seu negócio agora, leia a seguir a explicação sobre os principais fundamentos de economia para empreendedores:

Economia colaborativa

Esse conceito está sendo bastante abordado atualmente e está focado na sustentabilidade. Em resumo, a ideia da economia colaborativa é conseguir fazer mais gastando menos. Para isso, é necessário criatividade.

Os novos negócios devem adotar a economia colaborativa para já estarem inseridas nas ideias contemporâneas. Assim, há 5 dicas principais:

Capacidade excedente

Descobrir onde está sua capacidade excedente é uma forma de encontrar soluções para utilizar esses recursos de outra forma. Por exemplo, a energia solar é um ativo que pode ser bem utilizado, economizando energia elétrica.

LEIA TAMBÉM: Veja dicas para lidar com clientes inadimplentes

Cidades inteligentes

O conceito de cidades inteligentes está bastante em voga porque tem como objetivos a economia solidária e o uso consciente dos espaços e dos recursos naturais. Então, investir em projetos relacionados às cidades inteligentes é uma boa ideia.

Plataformas de conexão

O mundo hoje é conectado. Assim, é importante criar plataformas que conectem as pessoas a objetivos comuns, como a economia colaborativa.

Ferramentas para pessoas

Encontrar pessoas é uma das dificuldades do mundo atual, que está cada vez mais focado na tecnologia. Então, a criação de ferramentas que permitam o encontro de pessoas e o compartilhamento de informações é uma ótima ideia. Um exemplo desse caso é o Waze, app para compartilhamento de informações sobre o trânsito.

Usar o menor produto viável

Parece estranho, mas, como a economia colaborativa pretende fazer mais com menos, a ideia é conseguir utilizar o menor produto mínimo viável. Por exemplo, se a sua empresa está funcionando bem com um carro à disposição, não é necessário adquirir outro, certo?

Assim, com a economia colaborativa é possível chegar ao sucesso com o mínimo de investimento de dinheiro possível.

Fluxo de caixa

O fluxo de caixa é obrigatório na gestão de empresas. Ele é uma ferramenta para a gestão financeira cujo objetivo é prever entradas e saídas de recursos, projetando o saldo do caixa para aquele período, ou seja, se a previsão é de saldo positivo ou negativo.

Por ser uma projeção, o fluxo de caixa deve ser flexível e o empreendedor deve colocar todos os valores reais esperados de entrada e saída de caixa. A partir dessa projeção, é possível fazer uma análise de sensibilidade, criar uma estrutura gerencial de resultados e calcular diversos elementos, como a rentabilidade, o ponto de equilíbrio, a lucratividade e o prazo de retorno.

LEIA TAMBÉM: Veja 5 dicas para controlar melhor seu fluxo de caixa

Técnicas para bons investimentos

Usar técnicas adequadas para realizar bons investimentos é uma maneira de obter um retorno positivo. Algumas técnicas importantes são:

  • Comprar à vista

Sempre que possível, opte por fazer investimentos à vista, evitando pagar juros altos e ficar muitos meses com uma dívida fixa.

  • Procurar o melhor custo-benefício

Você já sabe que é sempre bom barganhar, mas, quando se fala em empresas e na abertura de um negócio, isso é ainda mais importante. Por isso, o indicado é procurar o melhor custo-benefício, ou seja, o produto ou fornecedor que tenha vantagens pelo melhor preço possível.

  • Fazer boas compras

Encontrar os melhores fornecedores e as melhores opções de compra são uma maneira de investir melhor o dinheiro e ter um estoque adequado.

Gostou do artigo? Siga-nos no Facebook ou Twitter e veja mais conteúdo sobre finanças para pequenas empresas.